Defesa Civil oferece novo serviço de alerta contra arboviroses no DF

70


Print Friendly, PDF & Email

Por meio de notificações enviadas via SMS, população será orientada sobre cuidados a adotar

A partir desta semana, a Subsecretaria do Sistema de Defesa Civil, vinculada à Secretaria de Segurança Pública (SSP), passa a enviar notificações, por meio de seu sistema de alertas – via SMS – sobre locais com focos de dengue nas regiões administrativas. O novo serviço faz parte de uma parceria da SSP com a Secretaria de Saúde (SES), por meio da Diretoria de Vigilância Ambiental em Saúde (Dival).

O aviso servirá para que os moradores que receberem o alerta redobrem os cuidados com a propagação dos focos do mosquito transmissor das arboviroses, que incluem o vírus da dengue, zika, febre chikungunya e febre amarela.

Avisos pontuais

“O alerta nestes casos seguirá o mesmo modelo do que já fazemos para avisar sobre chuvas fortes, por exemplo”, explica o subsecretário de Defesa Civil, coronel Sérgio Bezerra. “Enviaremos as informações sempre que a Dival nos orientar, juntamente dos cuidados a serem adotados.”

Publicidade

Para um resultado satisfatório, é necessário que o maior número de moradores faça o cadastro junto à Defesa Civil. Basta enviar o CEP do local de interesse para o número 40199.

“Os avisos serão pontuais, ou seja, encaminharemos para regiões distintas, por isso é tão importante que a população faça este cadastro”, orienta Bezerra. “Os esforços concentrados de diferentes órgãos são mais uma forma do Governo do Distrito Federal de combater a doença.”

Segurança reforçada

Quatrocentos bombeiros participaram de um treinamento da Dival na última semana. Eles receberam orientações sobre a forma correta para abordar a população em visitas domiciliares e sobre a sensibilização para os cuidados necessários para evitar as transmitidas pelo mosquito aedes Aegipty, transmissor da doença. No último sábado (25), eles se reuniram em uma força tarefa da SES que contemplou Guará, São Sebastião, Sobradinho, Fercal e Planaltina.

Com informações da SSP

Fonte: Agência Brasília