Sob forte esquema de segurança, líder do PCC é atendido no Hospital de Base do DF

481
Print Friendly, PDF & Email

Marcola passou cerca de uma hora no HBDF para exame de alta complexidade

Por Kleber Karpov

O líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Willians Herbas Camacho, conhecido por Marcola, passou por exames no Hospital de Base do DF (HBDF). A operação envolveu o uso de helicóptero e da tropa de elite da Polícia Federal (PF), o Comando de Operações Táticas (COT) do Sistema Penitenciário Federal, da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), da Polícia Rodoviária Federal (PRF), sob coordenação do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN).

Atiradores de elite posicionados no HBDF – Foto: Divulgação no Whatsapp

Marcola foi levado para realizar um exame “programado”, procedimento esse, considerado de alta complexidade, que ocorre quando a unidade penitenciária não dispõe de recursos apropriados para o realizar, na própria unidade prisional.

Preso no final da década de 90, Marcola foi transferido em março de 2019, para o DF, onde cumpre sentença de mais de 300 anos de prisão por diversas práticas de crimes que vão desde roubos a carros-fortes, bancos formação de quadrilha, tráfico de drogas e homicídio.