Mais de 700 PMs reforçam a segurança do DF

111


Print Friendly, PDF & Email

Durante a formatura do VI Curso de Formação de Praças, governador em exercício, Paco Britto, destacou a importante missão destinada a quem integra a corporação

Por Ana Luiza Vinhote

A Constituição Federal diz que é dever do Estado garantir a segurança da população. Nesta quinta-feira (9), 718 militares concluíram o VI Curso de Formação de Praças da Polícia Militar do DF (PMDF) para reforçar o policiamento nas ruas da capital. Durante o evento, no estádio Mané Garrincha, o governador em exercício, Paco Britto, lembrou que a corporação é referência nacional e internacional, principalmente pela qualidade dos recursos humanos.

“O elevado padrão tem relação com o respeito e os investimentos que a PMDF demonstra nas áreas da educação profissional e da gestão de pessoal. Também por preocupação com a nossa segurança, o governador Ibaneis Rocha autorizou a convocação e realização do curso, ainda no início de 2019. Hoje entregamos à população da capital mais de 700 policiais”, destacou Paco Britto.

O governador em exercício parabenizou a corporação, incluindo os profissionais do Departamento de Educação e Cultura, da Academia de Polícia Militar e da Escola de Formação de Praças, além dos formandos. “O período de formação os preparou para a complexidade da atividade que exercerão. Escolher ser policial militar é fazer parte da corporação envolve saber que a missão de vocês reserva enormes adversidades, mas também grandes vitórias”, ressaltou.

Publicidade

“Escolher ser policial militar é fazer parte da corporação envolve saber que a missão de vocês reserva enormes adversidades, mas também grandes vitórias”Paco Britto, governador em exercício do DF

“A elevada valorização da moral, da ética e da honra são atributos muito admirados naqueles que juram o cumprimento do dever mesmo com o sacrifício da própria vida. Segurança pública é condição de existência da sociedade. A população de Brasília precisa de vocês”, finalizou o governador em exercício.

O comandante-geral da PM, Julian Pontes, agradeceu a parceria de todos os órgãos do governo que resultaram na melhoria do serviço prestado à população.

Requisitos e capacitação

Há uma série de requisitos para fazer parte da Polícia Militar do DF. Umas das principais exigências é a formação em curso de nível superior. “A grande maioria dos estados pede apenas o ensino médio. Nesta capacitação, cerca de 40% dos alunos têm a graduação em direito, o que nos ajuda na aplicação das leis, por exemplo”, explica o comandante da Escola de Formação dos Praças, major Alessandro Arantes.

Entre outros requisitos, destacam-se: ter nacionalidade brasileira; estar quite com as obrigações do serviço militar e eleitoral; ter no mínimo 18 anos e no máximo 30; altura mínima de 1,65 m para homens e 1,60 m para mulheres; possuir Carteira Nacional de Habilitação válida (no mínimo categoria B); ter boa saúde física e mental, entre outros.

Solenidade de encerramento do VI Curso de Formação de Praças ocorreu no Estádio Mané Garrincha. | Fotos: Vinícius de Melo / Agência Brasília

Após a prova objetiva e discursiva, o teste de aptidão física e a avaliação médica, psicológica e de antecedentes criminais, o aluno está apto a cursar uma capacitação de sete meses com 1.698 horas aula em três níveis: básico, intermediário e avançado.

“Na primeira fase, as disciplinas são voltadas para matérias de cunho militar com atividades operacionais. Depois eles recebem os uniformes e começam o radiopatrulhamento, a abordagem. Por fim, são aplicadas as instruções mais técnicas, como travessia de lagos e operações que visam coibir assaltos, apreensões de armas e drogas, roubo de veículos e detenção de foragidos”, enumera o major Alessandro Arantes.

Uma novidade no curso, que começou em junho do ano passado, foram as instruções de policiamento para as áreas rurais. “Eles passaram três dias no centro de treinamento da Marinha [do Brasil] para passar pelos obstáculos que esses locais oferecem. Dessa forma, será possível melhorar o policiamento nessas regiões”, garante o comandante da Escola de Formação dos Praças.

O governador em exercício, Paco Britto, com autoridades da Polícia Militar. Foto: Vinícius de Melo / Agência Brasília
Governador em exercício, Paco Britto, com autoridades da PM. | Fotos: Vinícius de Melo / Agência Brasília

Outra inovação, em comparação a outros estados, é a entrega do kit policial. No nível intermediário, o aluno recebe colete, algema, bastão e a arma de fogo. Segundo o major Alessandro Arantes, não é em todas as regiões que os militares têm esses equipamentos nessa fase da formação.

Mais cursos à vista

Em evento realizado no Salão Branco do Palácio do Buriti, o GDF promoveu ato convocatório com a presença de 85 aprovados no último concurso para oficiais da PMDF. A turma deverá iniciar o curso de formação em fevereiro deste ano.

Para o governador em exercício, Paco Britto, a convocação dos policiais visa à recomposição do quadro de pessoal da corporação, que herdou das gestões anteriores um déficit de mais de oito mil homens.

“Estamos fazendo muitos investimentos na área de logística e renovação da corporação. Nesse curto período, já foram adquiridas 220 viaturas, mais de 300 motos, seis ambulâncias e quatro guinchos”, relembrou Paco.

Fonte: Agência Brasília