Ministério da Saúde lança Campanha de Amamentação e amplia rede de assistência

59


Print Friendly, PDF & Email

No DF, o Agosto Dourado terá diversas atividades ao longo do mês

Incentivar a amamentação é o objetivo da campanha anual promovida pelo Ministério da Saúde, lançada nesta quarta-feira (31), na sede da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), em Brasília. A ação marcou o início da Semana Mundial de Amamentação 2019, que ocorre na primeira semana de agosto, mês de valorização do aleitamento materno, também conhecido como Agosto Dourado.

Na ocasião, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinou a portaria que habilita 39 unidades hospitalares em todo o país como Hospital Amigo da Criança, para qualificar ainda mais a atenção à saúde da gestante e do bebê no país. No caso do Distrito Federal, a unidade beneficiada foi a Casa de Parto de São Sebastião. O local, referência para a rede, tem índice de satisfação de 99% do público atendido.

“Isso é um reconhecimento do trabalho da Casa de Parto na atenção à mulher e à criança e, financeiramente, a Secretaria de Saúde terá um ganho a mais, de recurso federal, para investir nas ações do local. Esse recurso deve subir de, em torno de 10%, para quase 27%”, informou a coordenadora das Políticas de Aleitamento Materno e do Banco de Leite Humano da Secretaria de Saúde do DF, Miriam Santos.

Com a medida, o Ministério da Saúde repassará um total de R$ 2 milhões ao ano para o custeio dessas 39 unidades hospitalares em diversas unidades da federação. Atualmente, o Brasil possui 317 hospitais Amigos da Criança, e repassa, anualmente, R$ 9 milhões para a iniciativa, que visa a reorganização das práticas hospitalares, para aumentar as taxas de amamentação.

Publicidade

“Aqui no DF, temos 15 bancos de leite, sendo que 10 pertencem a Secretaria de Saúde. Temos um trabalho de excelência, que sempre reforça a importância da amamentação para a saúde das crianças, pois é a melhor fonte de nutrição infantil”, ressaltou o secretário de Saúde do Distrito Federal, Osnei Okumoto, representando no evento o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

CAMPANHA – O slogan deste ano é “Amamentação. Incentive a família, alimente a vida” e reforça o tema anual da Semana Mundial de Amamentação da World Alliance for Breastfeeding Action (Waba): “Capacite os pais, permita a amamentação” (tradução livre). Ele apoia e incentiva a família que está amamentando e mostra a importância deste momento para o bebê.

Neste ano, o destaque da campanha é para a necessidade do amparo de toda a rede de apoio aos pais (família, amigos, profissionais de saúde, etc), em especial às mulheres que estão amamentando. “A campanha também vai focar no pai, que é um grande suporte para a mãe na amamentação”, ressaltou o ministro da Saúde.

“A campanha tem ainda a finalidade de reforçar a amamentação até os dois anos de idade, sendo de forma exclusiva até os seis meses. Isso é fundamental para a saúde das crianças”, destacou Okumoto.

Semana mundial

A Semana Mundial de Amamentação ocorre em 170 países e, oficialmente, é celebrada de 1 a 7 de agosto. A Waba define, a cada ano, o tema a ser trabalhado. Entretanto, a data e o tema podem ser adaptados em cada país, a fim de que sejam obtidos mais e melhores resultados do evento.

No Brasil, o Ministério da Saúde coordena a Semana Mundial de Aleitamento Materno desde 1999, sendo responsável pela adaptação do tema para o nosso país.

Agosto Dourado

Para marcar a 25ª Semana Mundial da Amamentação, em 2017, o Congresso Nacional Brasileiro instituiu, por meio da Lei nº 13.435, o Mês do Aleitamento Materno: o Agosto Dourado.

O dourado faz alusão à definição da Organização Mundial da Saúde para o leite materno: alimento de ouro para a saúde dos bebês. A lei brasileira sugere que prédios públicos sejam iluminados com a cor dourada em homenagem à amamentação.

Eventos DF

Para celebrar o Agosto Dourado, a Secretaria de Saúde promoverá diversos eventos. O maior deles será no Parque da Cidade, no domingo (4), com orientações de saúde, atividades lúdicas e mamaço (centenas de mães reunidas para amamentar). A atividade é gratuita e se inicia às 9h, no estacionamento do Parque Ana Lídia.

Haverá, ainda, um seminário para servidores, a apresentação de um filme sobre o marketing que atrapalha a amamentação e um fórum, no fim do mês, com a participação de representantes dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), para apresentar a rede de bancos de leite humano do DF. “Eles farão visitas aos nossos bancos de leite humano, públicos e privados”, ressaltou Osnei Okumoto.

Amamentação DF

O Distrito Federal é o único local do país com 100% de cobertura de bancos de leite e postos de coleta nas unidades públicas e privadas que possuem UTI neonatal. São 15 bancos de leite humano, sendo 10 deles pertencentes à Secretaria de Saúde, além de cinco postos de coleta, dois deles da pasta.

Nos bancos, são feitas ações de amamentação, coleta domiciliar, processamento do leite humano e distribuição. Nos postos, estas duas últimas etapas não são realizadas.

Fonte: Agência Saúde DF