Vice governador anuncia projeto, para agosto, na área da educação do DF

170


Print Friendly, PDF & Email

Comunicado foi feito durante a cerimônia de encerramento do projeto De Olho na Saúde

Por Lucíola Barbosa

O vice-governador Paco Britto anunciou que, no próximo dia 7 de agosto, será lançado um projeto na área educacional – o Controle Social na Educação. Trata-se de uma iniciativa similar ao projeto-piloto De Olho na Saúde, cujo encerramento foi feito, nesta sexta-feira (26), durante solenidade no Salão Nobre do Palácio do Buriti.

Com o objetivo de apresentar os resultados do projeto-piloto, além do reconhecimento das equipes envolvidas, a cerimônia de encerramento reuniu representantes do Hospital da Região Leste (HRL/antigo Hospital do Paranoá), colaboradores e coordenadores. O projeto foi implantado e organizado pela Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF), em parceria com a Secretaria e o Conselho de Saúde, além das administrações regionais.

Para o vice-governador, a participação da sociedade em ações coletivas proporciona ações de comprovada efetividade “Os primeiros benefícios, conhecemos hoje, trazidos pelo projeto De Olho na Saúde. Os voluntários da iniciativa fizeram desde a manutenção de equipamentos hospitalares a pinturas na estrutura do hospital, além de serviços de beleza para os pacientes da unidade”, pontuou.

Publicidade

Recomendações

Em relação aos resultados, de acordo com a auditoria cívica realizada no HRL pela Controladoria, entre 28 e 31 de maio, foram apontadas 164 recomendações, após análise de cinco áreas – centro cirúrgico, enfermaria da clínica médica, classificação de risco, farmácias e UTI. E foi baseado em números que o secretário e controlador-geral Aldemário Castro confirmou o sucesso do projeto. Segundo ele, para cada cinco reclamações na área da saúde no DF, existe um elogio.

“É um dado significativo”, ressaltou. Conforme divulgou durante a cerimônia, neste ano, foram 15 mil reclamações e 3.040 elogios (em 2018, foram 19 mil reclamações e 6.300 elogios). Ele fez questão de ressaltar também que não houve gasto com dinheiro público, devido a uma série de doações feitas para o projeto.

O subcontrolador de Transparência e Combate à Corrupção, Paulo Martins, apresentou o projeto aos convidados, destacando, entre outras ações, a fase de intervenção, que, na sua opinião, foi “a mais bonita”, possibilitando à comunidade, a partir dos diagnósticos, atuar pelas melhorias das unidades de saúde.

Também presente ao evento, o vice-presidente da Câmara Legislativa do DF, deputado Rodrigo Delmasso, ao cumprimentar Paco Britto, parabenizou o governador Ibaneis Rocha, pela sanção do projeto de lei que cria o Fundo Distrital de Combate à Corrupção.

Objetivos

O intuito do Controle Social na Educação é integrar as administrações regionais, os conselhos de saúde e os hospitais públicos do DF, visando estimular a participação ativa da comunidade, por meio do controle social, em uma perspectiva de aprimorar os serviços prestados pelas unidades de saúde do DF.

Foram capacitados pela CGDF os conselheiros comunitários dessa área – entre eles, o presidente do Conselho de Saúde do Paranoá, João Gomes Pereira, que resumiu: “Foi e será um projeto de suma importância. Passei a ver a saúde com outros olhos”.

Quem reforçou a colocação de João Gomes Pereira foi a representante de Itapoã, Ilza de Souza. Ela destacou a importância do trabalho voluntário, que, conforme frisou, proporciona melhorias para a sociedade, por meio da otimização dos serviços. Já na opinião da superintendente da Regional da Saúde Leste, Raquel Bevilaqua, o projeto trouxe um olhar diferenciado, para aliviar o estresse diário dos profissionais da área.

Participaram da solenidade os secretários de Saúde, Osnei Okumoto; da Mulher, Éricka Filippelli; administradores regionais das regiões beneficiadas pelo projeto; diretores da área de saúde e deputados distritais, entre outros convidados. Ao final do evento, foram entregues certificados às equipes que atuaram no projeto.

Fonte: Agência Brasília