21.5 C
Brasília
15 jul 2024 13:58


Programa Morar DF repassa R$ 15 mil para famílias de baixa renda darem de entrada na casa própria

Medida visa reduzir custos e facilitar acesso aos financiamentos de unidades habitacionais

Por Kleber Karpov

Nesta quinta-feira (27/Jun), o governo do Distrito Federal (GDF) entregou um repasse de R$ 15 mil, aos os primeiros contemplados pelo programa Morar DF. O recurso permite às famílias de baixa renda darem entrada na aquisição da casa própria, de modo a reduzir custos além de facilitar o financiamento na compra do imóvel.

Em ato simbólico realizado no Palácio do Buriti, o governador Ibaneis Rocha (MDB), realizou a entrega do Passaporte Morar DF às primeiras 10 famílias, todas moradoras da Região Administrativa (RA) Itapoã Parque, atendidas pelo programa Morar DF.

“Nós facilitamos a vida da população mais carente e temos certeza de que o programa [habitacional] fica completo e nós teremos a condição de entregar moradias para toda essa população que tem muita necessidade. É um grande sonho das famílias brasileiras ter um lugar para morar, para colocar sua família, e a segurança de um lar dizendo que é seu. Para nós é um programa que nos emociona muito e certamente vai entrar na história do Distrito Federal e na história dessas famílias que recebem esse aporte financeiro no sentido da contratação da moradia de interesse social”, afirmou Rocha.

7 mil famílias

Com um investimento estimado em R$ 50 milhões, o governo deve contemplar cerca de 7 mil famílias, com renda bruta de até 5 salários mínimos, ao longo desse ano. Famílias essas, devidamente cadastradas no Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) que estima ter 96% dos cerca de 100 mil habilitados que se enquadram no perfil para ter acesso ao benefício.

Informações da Codhab apontam que parte relevante desses grupos familiares comprometem mais de 30% da renda mensal com locação de imóvel, além de terem dificuldade de acesso à quitação de financiamentos. Algo que acaba por levar tais famílias para ocupações irregulares e sem acesso a serviços de infraestrutura.

 

 

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever