9.5 C
Brasília
15 jul 2024 07:40


Ibaneis nomeia os primeiros 59 servidores concursados da Codhab

Profissionais vão compor o quadro da companhia responsável pelos programas habitacionais do DF, que já entregou, desde 2019, moradia a mais de 31,8 mil pessoas

Por Ian Ferraz

O governador Ibaneis Rocha assinou, nesta terça-feira (18), a nomeação dos primeiros 59 servidores concursados da história da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab). Os profissionais vão atuar nas mais diversas áreas, desde engenharia e arquitetura até administrativa e jurídica, fortalecendo a estruturação da empresa pública. A publicação com os nomes dos convocados sairá no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

Ao assinar a nomeação dos servidores, o governador Ibaneis Rocha lembrou que foi necessário corrigir erros do concurso feito em 2017, quando não foram criados os cargos. Ele também destacou a importância desses profissionais para o GDF estar em constante evolução nos programas habitacionais. “Certamente esses servidores vão ser muito úteis para que a Codhab entregue mais e melhores moradias para a população, tocando os projetos, analisando as obras e tudo o que for necessário dentro da estrutura da companhia. Já entregamos quase 8 mil moradias desde 2019, o que significa um lar para mais de 31 mil pessoas, e vamos seguir com nosso projeto de democratizar o acesso aos programas habitacionais”, afirmou.

“Era preciso trazer essa nova mão de obra especializada e qualificada para que a gente possa atender os interesses da sociedade e, sobretudo, daqueles que mais precisam”

Marcelo Fagundes
presidente da Codhab

 

Para o presidente da Codhab, Marcelo Fagundes, a nomeação representa um avanço significativo e extremamente importante para a companhia. “É um fato histórico a contratação desses nomeados porque até hoje a Codhab nunca contratou concursados. É um concurso de 2017, do governo anterior, que foi feito de forma equivocada. Não foram cumpridos os requisitos para aprovação de cargos e salários. E no governo Ibaneis nós corrigimos esse concurso e agora finalmente estamos contratando os concursados”, detalha.

“Vai revolucionar a Codhab porque ela vai se tornar efetivamente uma empresa pública, com quadro de funcionários próprios. Isso garante a longevidade do programa habitacional, garante que o programa habitacional não se torne um programa de governo, mas sim um programa de Estado”, complementa.

Para o presidente da Codhab, a chegada dos funcionários vai representar um melhor atendimento ao cidadão e maior agilidade na entrega de moradias. “Era preciso trazer essa nova mão de obra especializada e qualificada para que a gente possa atender os interesses da sociedade e, sobretudo, daqueles que mais precisam. São 59 cargos de diversas áreas, temos analista de engenharia, analista de arquitetura, de direito, topógrafo, administrativos. Todos os setores da Codhab serão beneficiados”, conclui.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever