19.5 C
Brasília
15 jul 2024 21:53


Ibaneis e Celina Leão realizam entrega da casa própria para mais 2,3 mil pessoas no Itapoã Parque

Empreendimento inaugurado nesta sexta-feira (7) é próximo de escola e unidade do Cras recém-inaugurados; foram entregues as chaves de 576 unidades habitacionais

Por Ian Ferraz e Victor Fuzeira

Os anos morando de aluguel ficaram no passado do autônomo Paulo Henrique da Silva Santos, 32 anos. Ele é um dos brasilienses contemplados pelo Governo do Distrito Federal (GDF) com a entrega das 576 unidades habitacionais dos condomínios 47 e 61 do Itapoã Parque, totalizando cerca de 2,3 mil pessoas. Na manhã desta sexta-feira (7), ele recebeu das mãos do governador Ibaneis Rocha as chaves da tão sonhada casa própria.

“É um alívio financeiro poder pagar por algo que é nosso. O sentimento é de gratidão, uma emoção por ter um sonho alcançado”, enfatiza o novo morador do residencial.

Paulo Henrique da Silva Santos: “Agora, estarei pagando aquilo que é meu; é uma emoção muito grande: as pernas tremem e o coração bate forte” | Foto: Matheus H. Souza/ Agência Brasília

“Quando você mora de aluguel, tem aquelas dificuldades de negociação, cobrança por parte do dono do imóvel. Agora, estarei pagando aquilo que é meu; é uma emoção muito grande: as pernas tremem e o coração bate forte”, prossegue.

Durante a cerimônia de entrega das chaves, Ibaneis Rocha lembrou do trabalho feito na região administrativa. “É uma verdadeira cidade, são mais de 12 mil habitações que vão ser entregues aqui, com toda a infraestrutura de saúde, de educação, de atendimento à comunidade. Temos certeza do esforço que a gente tem feito para transformar a vida do Itapoã. Entregamos há pouco tempo o viaduto e vamos fazer a duplicação desta via que passa aqui em frente ao condomínio para facilitar a vida dos moradores”, adiantou, antes de ir para a agenda de inauguração da rodoviária da cidade.

FOTO – Ibaneis Rocha destacou os benefícios levados pelo governo ao Itapoã | Foto: Renato Alves/ Agência Brasília

O chefe do Executivo também lembrou do auxílio criado pelo governo para que as famílias possam dar entrada na casa própria e das obras de um novo projeto habitacional, o Alto Mangueiral, localizado na região entre o Jardim Botânico e São Sebastião.

“Estou regulamentando o cheque moradia pelo programa Morar DF. Nós vamos fazer um cheque de R$ 15 mil para facilitar a vida das pessoas e ajudar a dar de entrada nas moradias. A gente sabe que o grande problema das pessoas é exatamente a questão da entrada. Então, nós criamos esse programa, e a Secretaria de Economia já está viabilizando os recursos para que a Codhab [Companhia de Desenvolvimento Habitacional] possa viabilizar o projeto e o coloquemos em andamento o mais rápido possível”, explicou.

“Ontem começamos a concretagem da primeira base das casas lá no Alto Mangueiral, que será um novo bairro com 8 mil moradias. O nosso projeto de entrega de moradia é muito grande. A gente espera resolver, senão totalmente, pelo menos em grande parte a questão da moradia para a população da nossa cidade”, complementou o governador.

Entregas

Os apartamentos do Itapoã Parque são de dois e três quartos, além de contarem com playground, churrasqueira e estacionamento | Foto: Matheus H. Souza/ Agência Brasília

As unidades habitacionais foram construídas pela Codhab em parceria com a iniciativa privada. Os apartamentos são de dois e três quartos – respectivamente com 46 m² e  59 m² -, e cada condomínio conta com área comum composta por guarita, playground, churrasqueira e estacionamento.

Desde a inauguração, o Itapoã Parque cresceu a ponto de se tornar um verdadeiro bairro. Não à toa, já conta com uma escola classe, para atender 1,3 mil alunos do 1º ao 5º do ensino fundamental e da educação infantil, e uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), entregue pelo GDF em dezembro do ano passado.

Ao final das obras, a previsão é de que 50 mil pessoas residam no empreendimento – o maior já lançado no Distrito Federal. Serão, ao todo, 12.112 apartamentos, distribuídos em 76 condomínios. O investimento supera R$ 1,7 bilhão.

“Quando a gente entrega um imóvel, a gente não entrega uma unidade, a gente atende uma família, a gente cria um vínculo, a gente dá segurança para muita gente”

Marcelo Fagundes, presidente da Codhab

“É muita gente. É importante a gente ter essa visão. Quando a gente entrega um imóvel, a gente não entrega uma unidade, a gente atende uma família, a gente cria um vínculo, a gente dá segurança para muita gente. Então, hoje são 576 novas unidades, totalizando apenas aqui no Itapoã Parque 4.448 unidades. E aí nós estamos falando em cerca de 18 mil pessoas atendidas nesse empreendimento”, afirma o presidente da Codhab, Marcelo Fagundes.

Uma década de espera

Após dez anos de espera, o vigilante Victor Matheus Silva de Souza, 29, também comemora a conquista do novo apartamento. Segundo ele, é o primeiro passo no início desta nova fase de vida. “Fui amadurecendo essa ideia de ter um imóvel próprio quando arrumei uma companheira. Nos casamos, e resolvi adquirir o empreendimento da minha vida”, conta.

Victor Matheus Silva de Souza classifica a compra da casa própria como o primeiro passo da nova fase de vida | Foto: Matheus H. Souza/ Agência Brasília

Recém-chegado ao Itapoã Parque, o vigilante projeta um futuro promissor para o complexo habitacional. “O sentimento é de gratidão, ainda mais para quem vive de aluguel há um tempo. Vai ser muito bom poder fazer as coisas do meu jeito, reformar o apartamento do meu jeito”, diz.

A recepcionista Ariela Rodrigues Corrêa, 37, também é uma das novas moradoras do Itapoã Parque. Ela agradeceu o governo por colaborar para que saísse da casa dos pais, em Ceilândia, e se mudasse para o Itapoã Parque com a filha Gabriella, 9 anos.

“[O GDF] me deu a chance de comprar o meu apartamento quando o governo deu a oportunidade de abrir as inscrições, e aí, quando vi que não era tão difícil, que não teve complicação, falei: agora é minha hora. E agora eu vou ter minha casa, com a minha filha. Era um sonho muito antigo”, comemora.

Moradia a mais de 31 mil pessoas

Histórias como a de Paulo Henrique, Victor e Ariela se repetem entre os milhares de brasilienses beneficiados com a entrega de unidades habitacionais erguidas pelo GDF.

Desde 2019, o governo liberou 7.959 apartamentos com investimento de R$ 2,2 bilhões, totalizando moradia para mais de 31,8 mil pessoas.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever