9.5 C
Brasília
15 jul 2024 07:55


3 milhões: Nova reclassificação dos Corens aponta nova quantidade de profissionais de enfermagem no país

São Paulo concentra 25% somados com Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia somam mais de 50% do quantitativo de profissionais de Enfermagem do país. Distrito Federal fica na 13a posição com apenas 2,28% do montante nacional

Por Kleber Karpov

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) divulgou o total de 3.025.807 profissionais de enfermagem a atuar em todo Brasil. O montante foi aprovado pelo Cofen, a partir de uma nova classificação realizada por Conselhos Regionais de Enfermagem (Corens), a partir de do número de inscrições definitivas registradas.

Classificação da Enfermagem por Unidade da Federação – Fonte: Cofen ! Infográfico: PDNews

 

Distribuição

Entre os estados com mais profissionais de enfermagem estão São Paulo com 782.018 equivalente a 25,84% dos montante, seguidos de Rio de Janeiro com 363.942 (12.03%), Minas Gerais com 247.938 (8,19%). Entre aqueles com menos estão o Acre com 9.948 (0,33%), Roraima com 11.876 (0,39%) e Amapá com 17.134 (0,57%). O Distrito Federal ocupa a 13a posição com 68.942  (68.942) 2,28% da força de trabalho no segmento.

Classificação da Enfermagem por Unidade da Federação – Fonte: Cofen ! Infográfico: PDNews

Classificação

Essa classificação permite ao Cofen, dimensionar os Corens quanto ao porte de micro, pequeno, médio, grande e macro, baseado na quantidade de profissionais de enfermagem distribuídos na Unidade Federativa.

Conforme a decisão, a classificação fica da seguinte forma:

– Coren de Pequeno Porte: até 30.000 (trinta mil) inscritos;
– Coren de Médio Porte: de 30.001 (trinta mil um) a 80.000 (oitenta mil) inscritos;
– Coren de Grande Porte: de 80.001 (oitenta mil um) a 150.000 (cento e cinquenta mil) inscritos;
– Coren de Macro Porte: de 150.001 (cento e cinquenta mil um) em diante.

Para o presidente do Cofen, Manoel Neri, a atualização das classificações permitem otimizar ações e direcionamentos de recursos aos Cofens, de modo a dar o suporte necessário ao atendimento dos profissionais de enfermagem. “Essa nova classificação é essencial para que possamos direcionar recursos e esforços de maneira mais adequada e eficiente aos entes da organização, considerando as particularidades e demandas de cada região”.

Categorias da Enfermagem

Embora o Cofen tenha divulgado os quantitativos da nova classificação apenas globalmente, sem distinção entre as categorias da enfermagem, dados do Conselho, divulgados pelos Corens entre abril e maio (Veja Aqui), apontam a distribuição das categorias nos respectivos estados brasileiros.

Enfermagem Brasileira / Fonte: Cofen

 

 

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever