Camara debate medidas de combate ao câncer na população idosa

Em 2060, idosos devem representar a maioria da população brasileira

A Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara dos Deputados debate nesta quarta-feira (3) medidas de prevenção, controle e tratamento do câncer na população da pessoa idosa. O debate foi solicitado pelo deputado Denis Bezerra (PSB-CE).

O parlamentar cita dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que dão conta que, em 2018, o País tinha de 28 milhões de idosos e que, em 2050, o número de pessoas com mais de 60 anos de idade deve dobrar. A partir de 2060 a estimativa é que o Brasil tenha mais idosos do que jovens.

“Nesse contexto, considerando a prevalência do câncer na população idosa e a perspectiva de aumento deste impacto em razão do envelhecimento populacional progressivo no Brasil, entendemos como urgente e necessário o início dos debates na Câmara dos Deputados sobre o cenário do Câncer na Maturidade no Brasil e as medidas de prevenção, controle e tratamento da doença com especial olhar à população idosa”, afirma Denis Bezerra.

Publicidade

Foram convidados:
– a coordenadora-geral de Atenção Especializada do Ministério da Saúde, Ana Patrícia de Paula;
– o médico Oncologista e Fundador do Instituto Vencer o Câncer, Fernando Maluf;
– a geriatra, coordenadora da Oncogeriatria do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo e do Hospital Sírio Libanês, Theodora Karnakis; e
– a fundadora e presidente do Instituto Oncoguia, Luciana Holtz.

O debate será realizado às 15 horas, no plenário 12. Os interessados podem acompanhar o debate e participar da discussão pela internet.

FONTEAgência Câmara
Artigo anteriorPlano de controle da pandemia na Escola de Enfermagem da USP é referência para enfrentar novos surtos
Próximo artigoGastos com internações por insuficiência cardíaca chegam a R$ 1,4 bi