Crédito de R$ 495 milhões vai viabilizar 19 obras no DF

Contrato de financiamento junto ao Banco do Brasil foi assinado nesta segunda-feira (27) pelo governador Ibaneis Rocha

Durante a assinatura do contrato de financiamento, o governador Ibaneis Rocha agradeceu ao Banco do Brasil “por contribuir com o desenvolvimento de nossa cidade”

O governador Ibaneis Rocha assinou, nesta segunda-feira (27), no Palácio do Buriti, um contrato de financiamento junto ao Banco do Brasil no valor de R$ 495 milhões a serem investidos em 19 obras pelo Distrito Federal. A operação de crédito vai possibilitar a conclusão de diversas obras em andamento e também o início de outras construções, entre elas duas escolas – uma em São Sebastião e outra no Mangueiral – e os restaurantes comunitários do Sol Nascente e de Arniqueira (veja lista abaixo).

“Só tenho a agradecer ao Banco do Brasil por contribuir com o desenvolvimento de nossa cidade”, disse Ibaneis Rocha no ato de assinatura, que contou com a presença de representantes da instituição bancária e da Secretaria de Economia. De acordo com a pasta, o prazo de pagamento é de 120 meses, com carência de um ano para o início dos pagamentos.

De acordo com o secretário de Economia, Itamar Feitosa, serão feitas obras de infraestrutura, viárias, de saneamento, habitação e outras, que vão beneficiar milhares de moradores da capital. “Temos no DF, atualmente, cerca de 1.600 obras e estamos gerando cerca de 40 mil empregos para a construção civil. E as obras que receberão recursos estão nesse escopo. Construções que precisam ser finalizadas, novas moradias, saneamento para a população, tudo isso traz qualidade de vida para os brasilienses”, pontuou. “Graças a essa parceria com o Banco do Brasil, vamos conseguir concluí-las”, disse.

Publicidade

O vice-presidente de Governo e Sustentabilidade Empresarial do Banco do Brasil, Antônio Jose Barreto, lembrou que as equipes técnicas do banco e do governo trabalharam em conjunto para viabilizar o contrato o quanto antes. “Tanto o BB quanto o GDF têm como missão atender melhor o cidadão e, para isso, infraestrutura é essencial. São R$ 495 milhões destinados a um conjunto de obras que foram priorizadas pelo governo”, destacou. “Um investimento para que o morador veja o benefício chegando na porta da sua casa”, concluiu Barreto.

Obras e valor previsto para execução:

– Construção do Sistema Produtor de Água do Paranoá Norte – R$ 127,89 milhões
– Implantação do sistema de transporte de passageiros Corredor Eixo Oeste – Túnel de Taguatinga – R$ 90,88 milhões
– Implantação do sistema de transporte de passageiros Corredor Eixo Oeste – Estrada Parque Setor Policial Militar (ESPM) – Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig) – R$ 47, 98 milhões
– Construção do viaduto do Jardim Botânico (Entroncamento da DF-001 com a DF-035) – R$ 20 milhões
– Construção de 420 unidades habitacionais no Sol Nascente – (Pró-Moradia) – R$ 23,02 milhões
– Construção do Centro Educacional Crixá, em São Sebastião – R$ 25,6 milhões
– Construção do Centro de Ensino Fundamental Mangueiral – R$ 11,12 milhões
– Implantação do Restaurante Comunitário do Sol Nascente – R$ 4,78 milhões
– Implantação do Restaurante Comunitário de Arniqueira – R$ 4,97 milhões
– Projeto Sala Segura (Sala de proteção de dados) – R$ 500 mil
– Restauração da Via DF-180 (Extensão: 12,5 Km) – R$ 20 milhões
– Pavimentação das vias de acesso à Escola Classe Bucanhão, em Brazlândia (Caminho das Escolas) – R$ 32 Milhões
– Obra de intersecção na BR-020, em Sobradinho – R$ 7,12 milhões
– Recuperação de viadutos localizados nas vias dos Eixos Rodoviários W e L e no Eixão, entre as quadras comerciais (tesourinhas) – R$ 6,26 Milhões
– Usina de captação de energia fotovoltaica no Hospital da Criança de Brasília – R$ 15 milhões
– Viaduto da Epig/Sudoeste – R$ 27,8 milhões (com contrapartida)
– Obras de modernização da Avenida Hélio Prates (etapa 1) – R$ 15,13 milhões
– Restauração da DF-001 no trecho entre o Recanto das Emas e o Balão do Periquito, no Gama – R$ 15 milhões (com contrapartida)
– Construção do Anexo da Secretaria de Segurança Pública – R$ 15 milhões (com contrapartida)

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorInscrições para o Sisu começam nesta terça-feira
Próximo artigoBRB movimenta mais de R$ 11 bilhões em programas para impulsionar economia do DF