GDF Saúde terá abrangência nacional

Servidores que ganham até cinco salários mínimos terão mensalidades reduzidas e carreiras da Polícia Civil poderão fazer parte do plano de saúde

Print Friendly, PDF & Email

Tem novidades chegando ao GDF Saúde! O plano de saúde do funcionalismo público do Distrito Federal terá, a partir de junho, abrangência nacional. Os servidores com remuneração de até cinco salários mínimos terão à sua disposição um plano distrital, com atendimento local, já no mês de abril. Além disso, os integrantes das carreiras da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) passarão a fazer parte do plano de saúde dos servidores do GDF.

A abrangência nacional do GDF Saúde atende a reivindicação dos beneficiários do plano e não implicará em aumento das mensalidades pagas. Os valores permanecem os mesmos: R$ 400,00 para o titular e R$ 200,00 para os dependentes. Estes preços são fixos para os servidores que recebem até R$ 10.000,00 brutos de remuneração. Acima deste valor, calcula-se 4% sobre a remuneração do titular e 1% para cada dependente.

“Temos feito uma valorização do serviço público para dar o melhor que nós temos. Criamos o plano de saúde dos servidores públicos, pagamos passivos que há muito tempo estavam parados, e anunciamos a terceira parcela do reajuste, que será implementada na folha de pagamento do mês de abril” – Governador Ibaneis Rocha

Já o plano distrital dará direito a atendimento em rede local de hospitais, clínicas e laboratórios conveniados. Atualmente, o GDF Saúde conta com 37 hospitais e mais de 2,3 mil prestadores de serviço credenciados. Para os servidores ativos, os valores da mensalidade do plano distrital serão de R$ 200,00 para o titular e R$ 100,00 por dependente. Já servidores inativos ou pensionistas, tanto titulares quanto dependentes, pagam R$ 200,00.

Publicidade

“Temos feito uma valorização do serviço público para dar o melhor que nós temos. Criamos o plano de saúde dos servidores públicos, pagamos passivos que há muito tempo estavam parados e anunciamos a terceira parcela do reajuste, que será implementada na folha de pagamento do mês de abril. Estamos trabalhando com muito carinho para todas as categorias e para melhorar a vida dos servidores do DF”, ressalta o governador Ibaneis.

“Nós temos quase 48 mil servidores que ganham até cinco salários mínimos. Esses servidores não conseguem aderir ao plano de saúde porque o custo de vida atual não permite. Com a criação da modalidade distrital esses servidores poderão aderir ao GDF Saúde junto com suas famílias”, explica Ney Ferraz Júnior, presidente do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Distrito Federal (Inas-DF).

Ainda no mês de abril, os integrantes das carreiras da Polícia Civil do Distrito Federal e seus dependentes também terão assistência integral à saúde, por meio do Plano de Assistência Suplementar à Saúde. Passam a ser filiados na qualidade de titulares, os servidores ativos, inativos e pensionistas, das carreiras da Polícia Civil do Distrito Federal. A adesão ao benefício está sujeita à carência e ao pagamento de coparticipação dispostos no Regulamento do GDF Saúde.

Lançado em 28 de outubro de 2020, o GDF Saúde atende quase 60 mil vidas. Neste período, foram realizadas aproximadamente 200 mil consultas, 3 mil cirurgias, 5 mil internações hospitalares e 1 milhão de exames e procedimentos laboratoriais. Somente para tratamento de covid-19 foram 393 internações, sendo que 80 resultaram em internações em UTI. De um ano para cá, os beneficiários fizeram mais de 15 mil exames RT-PCR pelo plano de saúde.

Novos serviços facilitam atendimento

O GDF Saúde também está disponibilizando dois novos serviços para os seus beneficiários: um aplicativo desenvolvido para melhorar o acesso às informações sobre o plano de saúde e um chatbot para atendimento virtual dos beneficiários. O aplicativo estará disponível em breve nas lojas App Store e Google Play.

“As informações estarão na palma da mão do servidor”, reforça Ney Ferraz. Já o chatbot é um programa que trabalha e gerencia as trocas de mensagens simulando uma conversa humana. Esse tipo de assistência possibilitará atendimento 24 horas, em todos os dias da semana, inclusive feriados.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorMinistério da Saúde anuncia campanha de vacinação contra a gripe a partir de 4 de abril
Próximo artigoGDF promove mutirão de assistência médica e social a reeducandas da Colmeia