DF abriu 8,3 mil vagas na área da saúde, 42% do valor do Centro-Oeste

Pesquisa Sindicato Brasiliense de Hospitais, Casas de Saúde e Clínicas (SBH) mostra que, em 12 meses, foram 8.395 contratações.

Print Friendly, PDF & Email

Por Samara Schwingel

O Distrito Federal foi a unidade da Federação que mais contratou do que demitiu profissionais da saúde no Centro-Oeste. Entre janeiro e dezembro de 2021, o saldo entre desligamento e contratações foi de 8.395, o que equivale a 42,17% do saldo da região.

O número contabiliza vagas em unidades de saúde públicas e particulares. Em 2020, foram 29,2 mil contratações e 22,7 mil demissões. Em 2021, os números aumentaram. Foram 37.274 admissões e 28,879 pessoas saindo dos empregos.

Publicidade

Os dados foram compilados pelo Sindicato Brasiliense de Hospitais, Casas de Saúde e Clínicas (SBH) em conjunto com o Instituto Santa Marta de Ensino e Pesquisa (ISMEP).

Veja o ranking do saldo de contratações no Centro-Oeste:

1º lugar: DF – 8.394
2º lugar: GO – 6.921
3º lugar: MT – 2.924
4º lugar: MS – 1.664

“Mesmo tendo a Covid-19 como a maior demandante de mão de obra especializada no setor dos últimos anos no Distrito Federal, a geração de emprego proporcionada pela Saúde tem se mostrado uma constante, com a criação de milhares de oportunidades para trabalhadores com nível técnico e superior”, explica a superintendente do Sindicato Brasiliense de Hospitais (SBH), Danielle Feitosa.

FONTEMetropoles
Artigo anteriorCom pandemia, agências de viagens lideram ranking das empresas mais reclamadas no DF
Próximo artigoDF comemora 1 milhão de doses de reforço aplicadas