OAB cria canal para denúncias de assédio moral e sexual a advogadas

Denúncias poderão ser feitas em um site que será lançado nos próximos dias pela OAB

Print Friendly, PDF & Email

Por Lucas Marchesini

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) começará nesta semana a receber denúncias de casos de assédio moral e sexual contra advogadas.

As denúncias poderão ser feitas através de um site, parte da campanha “Advocacia sem Assédio”. O relato será investigado e acompanhado por um grupo de advogadas da OAB. Se esses crimes foram confirmados, a comissão poderá tomar medidas judiciais e administrativas contra os agressores.

Publicidade

“O assédio moral e sexual no local de trabalho é um problema cada vez mais grave que acarreta uma série de consequências danosas para a saúde física, psicológica e financeira da vítima”, disse Cristiane Damasceno, presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada (CNMA), responsável pela campanha.

FONTEMetropoles
Artigo anteriorGDF lança programação especial para o Mês da Mulher
Próximo artigoGDF abre inscrições para estágio de nível médio, técnico e superior