Transferência eletrônica de veículo pode ser feita pelo celular

Procedimento para transferir o veículo fica mais simples a partir desta segunda-feira (14), com o aplicativo Detran Digital

Foto: André Borges /Agência Brasília

A partir desta segunda-feira (14), a transferência de propriedade de veículos registrados no Distrito Federal poderá ser feita diretamente pelo celular, por meio do aplicativo do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran), o Detran Digital. A Transferência Eletrônica Inteligente (TEI-Cidadão) é válida apenas entre pessoas físicas e que possuam cadastro biométrico no Detran.

Acessar o serviço é simples. Ambas as partes devem ser cadastradas no aplicativo. A transação inicia-se com o atual proprietário do veículo – para completar a operação, não pode haver débitos. O vendedor deverá realizar o login no app, escolher a opção “Veículo” e o item “Transferir veículo”. Em seguida, basta selecionar o bem na lista “Meus veículos”.

Publicidade

Para marcar a vistoria, usuário será direcionado à escolha da empresa credenciada pelo Detran

A partir daí, será gerada uma cobrança no valor total de R$ 206, referente à transferência (R$ 179) e ao cadastro na base de dados (R$ 27). O usuário pode fazer o download do boleto, enviá-lo por e-mail ou copiar o código de barras. O aplicativo ficará aguardando a compensação do pagamento.

A vistoria veicular ainda é um requisito importante para a conclusão do serviço e está prevista no Código de Trânsito Brasileiro. Caso não tenha sido realizada, ficará pendente, e o vendedor será direcionado para a escolha da Empresa Credenciada de Vistoria (ECV). Para isso, não é necessário agendamento: basta ir direto à empresa selecionada.

Vistoria antecipada

Para agilizar o processo, o Detran-DF recomenda ao vendedor do veículo que o vistorie de forma antecipada, uma vez que o procedimento tem validade de 90 dias. Com a vistoria concluída, o usuário é direcionado para o preenchimento dos dados do comprador e as informações de venda do veículo.

Após isso, é necessário autorizar a transferência de propriedade por meio de reconhecimento facial. Nesse momento, o sistema fará o batimento da imagem capturada durante a transação com os dados já registrados na base do Detran, por meio do cadastro biométrico já feito anteriormente.

Para a conclusão da transferência, é necessária a aceitação do veículo por parte do comprador – que também deve possuir biometria registrada e cadastro no aplicativo Detran Digital. O futuro proprietário do veículo receberá uma mensagem notificando-o da intenção de venda.

A seguir, é preciso acessar o aplicativo do Detran por meio de login e senha. Aparecerá na tela do celular o aviso da transferência e será solicitado o reconhecimento facial para dar continuidade ao serviço. Leitura facial concluída, transferência de propriedade do veículo finalizada. Em média, todo esse procedimento tem duração de aproximadamente de quatro minutos.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorCom novos concursos do GDF, Brasília volta a ser a cidade das oportunidades
Próximo artigoVigilância Sanitária do DF realiza mais de 33 mil inspeções em 2021