Equipe técnica da Emater-DF vai auxiliar na formalização de agroindústrias rurais

Uma das prioridades do novo serviço é auxiliar os empreendimentos com o registro e a comercialização dos alimentos

Produtores rurais do Distrito Federal que já iniciaram ou querem iniciar projetos de agroindústria podem contar, a partir de janeiro de 2022, com atendimento especializado, profissional e gratuito da equipe técnica e multidisciplinar da Emater-DF.

Com a nova equipe, o produtor passa a ser assistido desde a implantação da agroindústria até a fase de comercialização, tudo de forma individualizada, observando questões pontuais de cada propriedade.

De acordo com a extensionista Milena Oliveira, a equipe vai ter uma nova forma de atuar com as agroindústrias. “Vai ser uma maneira de trabalhar mais de perto e de forma contínua, com visitas mensais, para termos um resultado mais efetivo”, conta.

Publicidade

O atendimento especializado em agroindústria é coordenado pela Gerência de Desenvolvimento Econômico e Social (Gedes) da Emater-DF e conta com profissionais como o engenheiro agrônomo Almeri Martins, a economista doméstica Sônia Cascelli, a engenheira de alimentos Milena Oliveira e os técnicos em agroindústria Fernanda Lima e Paulo Álvares.

Nos empreendimentos rurais, a equipe vai começar a assistência com a elaboração do diagnóstico da situação encontrada no local. Em seguida, os técnicos passam a atuar em todas as etapas para aperfeiçoar os procedimentos adotados, melhorar a produção e formalizar o negócio.

Trabalhos como orientação para o registro, adequação de equipamentos e estruturas necessárias para agroindústria, elaboração de plantas baixas e de rótulos nutricionais para os produtos, elaboração de um Manual de Boas Práticas e a capacitação de mão de obra são algumas das muitas atividades que serão desempenhadas pela equipe.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorMulher com tumor no pé faz reconstrução inédita do calcanhar no DF
Próximo artigoGDF entregou novas unidades de saúde e reformou hospitais e UBSs em Brazlândia e Ceilândia