Laboratório de Ceilândia amplia capacidade de análise de exames

Unidade ganhou novos equipamentos para agilizar a obtenção de resultados diagnósticos

26
Print Friendly, PDF & Email

O Laboratório Regional de Ceilândia recebeu dois aparelhos de análises clínicas que vão otimizar o tempo gasto nas demandas por exames. “Atualmente realizamos cerca de 60 mil exames/mês. Esperamos duplicar este quantitativo em breve, além de economizar em 30% de material pré-analítico (tubos, seringas, agulhas, etc) durante o processo de coleta”, explicou Emerson Valadares, farmacêutico bioquímico da unidade.

A unidade recebe amostras de toda a Região de Saúde Oeste, que tem 28 unidades de saúde, e mais duas unidades de Samambaia e Taguatinga, que fazem parte da Região de Saúde Sudoeste. O laboratório divide espaço com a Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 de Ceilândia e recebe pacientes gestantes que necessitam fazer o controle do diabetes e pacientes com uso de anticoagulantes orais e risco cirúrgico, além de outros que necessitam de atendimento rápido e humanizado.

Publicidade

QR Code para acessar serviços do Laboratório Regional de Ceilândia

“O banco de dados do Laboratório Regional de Ceilândia pode ser acessado apenas com um clique no QR Code. De forma super-rápida, o usuário tem acesso às informações de coleta, de transporte, de armazenamento de amostras, tudo isso em prol e benefício da população e dos servidores que trabalham conosco”, disse a diretora da unidade, Daniele Ribeiro.

Os novos aparelhos de análises clínicas foram comprados recentemente pela Secretaria de Saúde. Um deles realiza exames bioquímicos, como colesterol, glicose, sódio etc., e imunológicos, como fator reumatoide, PCR, IGG, IGA e outros. O outro equipamento que chegou para dar mais celeridade ao processo de análises é o BC6200, que realiza a contagem de células sanguíneas (hemograma completo).

“Nós estamos trabalhando em prol da qualidade dos resultados e recebendo novos equipamentos com tecnologia de ponta para apresentar à população um resultado de qualidade. Estamos sempre buscando a excelência para melhor atendê-los. O Laboratório Regional de Ceilândia se encontra à disposição de todos”, completou a diretora da unidade, Daniele Ribeiro.

A unidade também passou por adequações em algumas salas para receber os novos equipamentos, bem como a revitalização dos boxes de coleta na entrada da unidade e a construção de dois novos banheiros na área externa para atender os usuários da unidade. Além dos setores de uroanálise (para amostras de urina), parasitologia, hematologia e microbiologia, no contexto da pandemia de covid-19 o Laboratório Regional de Ceilândia RT-PCR é responsável por retirar as amostras e encaminhar para o Laboratório Central (Lacen).

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorCodhab lança novo aplicativo de serviços, o Codhab Cidadão
Próximo artigoProjeto cria cadastro nacional de pedófilos