Hospital de Campanha do Gama será desativado, confirma Ibaneis

O governador Ibaneis Rocha disse que decidiu pelo fechamento do Hospital de Campanha do Gama porque não há mais pacientes na unidade

42
Print Friendly, PDF & Email

O Governo do Distrito Federal vai desativar o Hospital de Campanha do Gama nos próximos dias. A informação foi confirmada à coluna Grande Angular pelo governador Ibaneis Rocha (MDB).

Ibaneis disse que a decisão de fechar a unidade de saúde foi tomada diante da queda no número de pacientes com Covid. “Graças a Deus não temos pacientes”, comemorou.

A desativação deve ocorrer daqui a poucos dias, após notificação da empresa contratada, de acordo com o governador. “Temos que seguir os trâmites burocráticos de notificação da empresa”. Em seguida, o GDF vai avaliar a desativação do Hospital de Campanha de Ceilândia. Os hospitais de campanha do Autódromo e da PMDF já estão desativados.

Publicidade

Hospital para luta contra a Covid-19

O Hospital de Campanha do Gama, montado no Estádio Bezerrão, foi inaugurado em maio de 2021, para reforçar o atendimento da rede pública de saúde em função do agravamento da pandemia de Covid.

A construção da unidade provisória custou R$ 6,8 milhões. O hospital tem cinco alas, cada uma com 20 leitos.

A empresa Mediall foi contratada para gerir, por 180 dias, três hospitais de campanha no Distrito Federal, ao custo de R$ 66,4 milhões por unidade.

Dose de reforço

Nesta terça (16), o Ministério da Saúde anunciou que a dose de reforço contra a Covid-19 será ampliada para todos os adultos brasileiros com 18 anos ou mais.

De acordo com a pasta, a partir de agora, 100 milhões de brasileiros estão aptos a tomar a dose de reforço. A única exigência é que a segunda dose tenha sido aplicada há, no mínimo, cinco meses.

No DF, a 3ª dose é aplicada em profissionais de saúde e na população geral a partir de 60 anos. Ibaneis disse à coluna que a ampliação da vacinação com a dose de reforço depende do envio de mais

FONTEMetropoles
Artigo anteriorSua Vida Vale Muito terá nova edição em São Sebastião
Próximo artigoDistrito Federal garante 100% de acessibilidade no transporte público