INSS prorroga prazo para agendamento de perícia médica

O instituto reforça que 85 mil segurados precisam agendar a perícia até próxima sexta-feira (19)

44
Print Friendly, PDF & Email

Cerca de 85 mil segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem o benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) teriam até hoje (11) para agendar a perícia médica, mas o instituto decidiu prorrogar o prazo para a próxima sexta-feira (19/11). A partir dessa data, os segurados que ainda não agendaram a perícia poderão ter seu benefício suspenso. Eles foram convocados pela operação pente-fino do órgão para verificar possíveis irregularidades e perderão o benefício se não passarem por nova perícia.

Em 27 de setembro, o INSS convocou 95.588 segurados para agendarem perícia médica. Segundo o instituto, até agora somente 10.397 marcaram o exame, com 85.191 passíveis de perderem o auxílio de incapacidade temporária.

O agendamento pode ser feito pelo site www.meu.inss.gov.br e aplicativo Meu INSS, ou por meio de contato telefônico com a central de teleatendimento, ligando para o número 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h. Para consultar a relação completa dos convocados, basta entrar no Diário Oficial da União.

Publicidade

A perícia médica pode ser feita em qualquer unidade do INSS. A revisão não precisa ser realizada na agência que mantém o pagamento do benefício.

O beneficiário deve levar os seguintes documentos no dia da perícia: carteira de identidade, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), exames médicos recentes que comprovem a incapacidade de trabalhar e laudo com nome do médico, registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), código da doença/CID (classificação internacional) e a descrição da doença.

Desde julho, o órgão está enviando cartas a 170 mil segurados. As perícias começaram em agosto. Quem recebe a notificação tem 30 dias, a contar da data informada pelos Correios, para agendar o procedimento.

 

Artigo anteriorAprovada a Política de Castração de Cães e Gatos
Próximo artigoTainá, que desapareceu em Samambaia é encontrada pela Polícia no Ceará