Pedra Fundamental de Brasília será centro de cultura e lazer

O GDF deve investir cerca de R$ 7 milhões em infraestrutura e urbanização do espaço

160
Print Friendly, PDF & Email

Por Ana Paula Oliveira

A Pedra Fundamental de Brasília, localizada a 9 km de Planaltina – um obelisco pintado de branco – vai se tornar um dos centros de cultura e lazer do Distrito Federal. A expectativa é transformar o local em mais um ponto turístico do DF, valorizando, ainda mais a região de Planaltina, a primeira cidade da Capital Federal.

“Estamos buscando apoio para tornar o local um dos mais visitados aqui do DF”, afirmou, o administrador de Planaltina, Célio Rodrigues. A cultura da região já conta com a Via-Sacra do morro da Capelinha, o Centro Histórico e a Casa do Artesão.

Publicidade

Investimento

A Administração Regional prevê um investimento de cerca de R$ 7 milhões em infraestrutura e urbanização do espaço. De acordo com o projeto elaborado, em uma área de 20 mil m², o estacionamento será reformado, será construído um pequeno edifício para exposições culturais, banheiros, uma área de lazer com mesas e cadeiras, parque infantil e um heliponto. Além de reforço na iluminação e na segurança públicas.

Celebrações

A revitalização do monumento histórico faz parte das celebrações do centenário do marco fixado pelo presidente Epitácio Pessoa, após a escolha da Expedição Cruls para o local da construção da nova capital da República, em 1922. Essa é uma demanda dos moradores das proximidades da Pedra Fundamental, que, além da preservação do local, querem acabar com ações de vândalos. No início de outubro, o obelisco chegou a ser alvejado com 17 tiros, sendo que 10 atingiram a placa de bronze original.

Após tomar conhecimento do fato, o deputado distrital Claudio Abrantes (PDT) registrou ocorrência na 16ª Delegacia de Polícia de Planaltina e no início de novembro, manifestantes se reuniram no local para pedir segurança e a revitalização do monumento. O parlamentar apresentou projeto de lei complementar, que cria o Parque Urbano Pedra Fundamental, ao redor do obelisco histórico.

“A criação do Parque Urbano tem por objetivo resguardar a área que o delimita, de relevante interesse cultural, de rara beleza paisagística, bem como assegurar a proteção integral da flora e da fauna nele existentes, conciliando essa destinação com sua utilização para fins educacionais e culturais”, destacou Claudio Abrantes.

 

 

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Artigo anteriorCentro Radiológico de Taguatinga realiza mais de 2 mil exames, após reabertura
Próximo artigo500 agentes de vigilância ambiental finalizam curso de aperfeiçoamento teórico no DF