Colônia Agrícola 26 de Setembro deve ganhar linha integrada ao metrô

Linha de ônibus da comunidade seguirá até Taguatinga Centro, onde os usuários poderão ter acesso aos trens

381
Print Friendly, PDF & Email

Os usuários deverão ficar atentos às alterações: os ônibus da linha 965.1 deixarão de ir até a Fundação Bradesco, na avenida Hélio Prates, em Ceilândia

Os moradores da Colônia Agrícola 26 de Setembro que utilizam o transporte público coletivo passarão a contar com ônibus integrado ao metrô. A linha 965.1, que atualmente vai até Ceilândia Centro, terá o percurso alterado a partir da próxima segunda-feira (25). Os ônibus vão para Taguatinga Centro, onde os usuários poderão ter acesso às viagens dos trens.

Essa linha no Pistão Norte continuará com partidas às 5h20 e às 18h50. O preço da passagem será mantido no valor de R$ 3,80. Os usuários deverão ficar atentos às alterações: os ônibus da linha 965.1 não mais irão até a Fundação Bradesco, na avenida Hélio Prates, em Ceilândia. Para ir até Ceilândia Centro, as opções são as viagens da linha 0.965, também operada pela empresa São José.

A Colônia Agrícola 26 de Setembro, que fica em área federal, conta com cerca de 40 mil moradores. O transporte público que atende a comunidade tem recebido especial atenção do Governo do Distrito Federal. Até meados de novembro, a Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) entregará os nove abrigos para passageiros que estão sendo instalados nas paradas de ônibus da cidade.

Publicidade
Artigo anteriorGovernador Ibaneis cogita retirar exigência do uso de máscaras no DF
Próximo artigoCom votação marcada para terça, relatório da CPI ainda pode receber alterações