Aneel autoriza e conta de luz no DF deve subir a partir desta sexta-feira (22/10)

As contas de luz em Goiás e São Paulo também vão aumentar. O reajuste no DF pode chegar a 12%

73
Print Friendly, PDF & Email

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o aumento da conta de luz em três unidades da Federação — Distrito Federal, Goiás e São Paulo. O percentual máximo pode chegar a 16%. No DF, o reajuste será de 11% para residências, e 9%, para indústrias de alta tensão e podem passar a vigorar nesta sexta-feira (22/10). No DF, o serviço é oferecido pela Neonergia Distribuição Brasília.

A decisão foi tomada nessa quinta-feira (21/10). Segundo a Aneel, somando DF, Goiás e São Paulo, o aumento vai atingir 8 milhões de consumidores. A culpa das correções, de acordo com a Aneel, é da escassez hídrica, inflação e variação do dólar.

Segundo a Neoenergia, o DF tem mais de mais de 1,1 milhão de clientes do Distrito Federal. Desse total, aproximadamente, 95% são consumidores de baixa tensão.

Publicidade

Porcentagem 

Efeito médio (aumento) para todos os clientes — 11,1%
Efeito médio para os clientes de baixa tensão (casas, pequenos comércios de rua, lojas e restaurantes) — 11,85%
Efeito médio para os clientes de alta tensão (indústria, grande comércio) — 9,16%

São Paulo

Em São Paulo, a Aneel autorizou o reajuste da tarifa das empresas EDP e CPFL Piratininga. O reajuste passa a valer no sábado (23/10). No caso das residências, o aumento será de 16%. Para as indústrias, o índice será de 4%.

Goiás

Em Goiás, a empresa Enel Distribuição pode reajustar em 16% o valor da energia, para residências, e em 14%, para indústrias de alta tensão. O aumento também deve começar a vigorar a partir desta sexta-feira (22/10).

 

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Artigo anteriorDF antecipa aplicação de vacinas da Pfizer e da AstraZeneca
Próximo artigoSenado aprova auxílio a santas casas e hospitais filantrópicos