Renova-DF gera empregos e recupera mais vinte espaços públicos

Programa vai capacitar 500 desempregados com técnicas da construção civil. Só em São Sebastião serão 200 aprendizes. Investimento é de R$ 18 milhões

58
Print Friendly, PDF & Email

Por Ana Luiza Vinhote

O Renova-DF, programa que capacita desempregados, chega a São Sebastião nesta terça-feira (27). Mais 500 alunos vão aprender serviços nas áreas de construção civil e jardinagem, enquanto reformam espaços públicos. Cada aprendiz vai receber um salário mínimo, auxílio-transporte e seguro contra acidentes pessoais. Desses, 200 ficaram na cidade e outros 300 vão para Ceilândia. O investimento total no programa chega a R$ 18 milhões.

Durante o evento de lançamento do programa na cidade – que ocorreu na praça São Bartolomeu – , o governador Ibaneis Rocha destacou que além de ser um projeto social, vai gerar emprego e renda para a população. “Não são só 500 pessoas que ingressam no programa, mas sim 500 famílias. A construção civil tem uma previsão de crescimento de 65% em obras e vendas, ou seja, está faltando mão de obra. Empresas fecharam por causa da pandemia, mas elas estão reabrindo e vão precisar de mão de obra qualificada. Vocês serão a mão de obra qualificada”, ressaltou.

Publicidade

O projeto já passou por Ceilândia e Samambaia, formando 846 estudantes e reformando cerca de 100 equipamentos públicos. Desse total de formandos, 117 já foram contratados por empresas que prestam serviço para o governo.

Na quinta-feira (30), será a vez de Arniqueira receber o programa. Outras 500 pessoas vão participar do projeto. As próximas cidades que devem receber o Renova-DF são Guará e Riacho Fundo II.

O secretário de Trabalho, Thales Mendes, fez um balanço positivo do programa. “Estamos gastando apenas um terço do que se gasta para reformar os espaços públicos. Todo mundo ganha. Recuperamos a cidade, qualificamos as pessoas e elas ainda recebem ajuda financeira. Continuamos formando pessoas que o mercado de trabalho está sedento para contratar”, reforçou.

Segundo o administrador da cidade, Allan Valim, pelo menos 20 espaços públicos serão reformados na região. “São Sebastião será renovado, como todo DF. Estamos vivendo um dia de vitória na nossa cidade. É um projeto maravilhoso, que foi idealizado pelo governador Ibaneis Rocha”, salientou.

O presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), deputado Rafael Prudente, elogiou a iniciativa do GDF e reafirmou a parceira do poder legislativo com o programa. “Desejo muito sucesso a todos os estudantes que estão começando agora. Vamos destinar mais R$ 10 milhões para o Renova-DF”, informou.

Também participaram da cerimônia os secretários José Humberto Pires (Governo) e Severino Cajazeiras (Atendimento à Comunidade) e o deputado distrital Robério Negreiros.

Programa

Os alunos participam de uma formação de três meses com 20 horas semanais. Eles têm aulas teóricas e práticas ministradas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para cursos de carpinteiro, jardineiro, eletricista, encanador, serralheiro e pedreiro.

Nas aulas práticas, os estudantes realizam a recuperação de quadras poliesportivas, praças, parquinhos infantis, parques, pontos de encontro comunitário, jardins, campos de futebol sintéticos.

Os participantes devem ter frequência e aproveitamento igual ou acima de 80% para receber os auxílios e o certificado de conclusão de curso. Os que ficarem acima desse percentual poderão participar, gratuitamente, de qualquer outra formação oferecida pelo Senai. Alunos analfabetos terão curso de alfabetização sem custos.

Os estudantes já foram selecionados e entregaram toda a documentação, portanto, não há como se inscrever mais no Renova-DF. Participam pessoas com mais de 18 anos; moradores do DF; nato, naturalizado ou estrangeiro em situação regular no país; e em situação de desemprego.

Janaina Alves, 27 anos, é uma das alunas selecionadas pelo Renova-DF. Moradora de São Sebastião, ela decidiu participar do programa para investir em outra área de atuação. “Escolhi a jardinagem e acredito que posso conseguir um emprego com essa formação. Participar do Renova-DF também vai me ajudar nas contas de casa, pois vou receber um auxílio financeiro”, conta.

Já Alexandre Ribeiro, 39 anos, trabalhava na área de eventos. Ficou desempregado durante a pandemia. “Vejo o programa como uma forma de voltar para o mercado de trabalho. Eu gosto da serralheria e depois que o curso terminar quero me especializar ainda mais”, adianta o morador de São Sebastião.

O programa é uma parceria entre as secretarias de Trabalho, Governo e Transporte e Mobilidade; das companhias Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) e Energética de Brasília (CEB); Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF).

A Novacap, por exemplo, fornece todo o material para o trabalho dos estudantes. “É uma parceria muito grande para que o Renova-DF dê certo. Temos unido as forças em muitos locais para cuidar da zeladoria da capital”, finaliza o presidente da companhia, Fernando Leite.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorDF inicia nesta terça (28), vacinação para adolescentes de 12 anos
Próximo artigoRetirada do Cartão Gás no DF inicia nesta quarta-feira (29)