Formas graves da influenza podem ser evitadas com vacina

Imunizante que protege contra o vírus está disponível em cem UBSs da capital para integrantes do grupo prioritário

41
Print Friendly, PDF & Email

Tão importante quanto se proteger do novo coronavírus Sars-CoV-2, é se imunizar contra o vírus influenza, causador de formas graves de gripe, especialmente no período mais frio do ano. A campanha de vacinação contra influenza começou em abril e, em quase três meses, não atingiu ao menos 50% da população prevista para ser vacinada. A meta é imunizar 90% de um público estimado em 1.117.656 indivíduos, porém até o momento 522.182 procuraram os pontos de vacinação e receberam a dose de proteção.

Para ser vacinado, basta procurar a sala de vacina mais próxima e pertencer ao grupo de risco (veja abaixo quem faz parte). As unidades funcionam de segunda a sexta-feira no horário de funcionamento da unidade básica de saúde onde a sala funciona. Até o momento, o grupo dos idosos com 60 anos ou mais soma a maior procura aos pontos de vacinação (201.380 receberam a vacina), no entanto, a cobertura vacinal para esse público está em apenas 58,1%.

Considerando o percentual de cada grupo prioritário imunizado, a cobertura é maior em gestantes, onde 59,2% do público previsto já foi vacinado. O grupo das crianças menores de 6 anos vem em seguida com 58,9% e o dos idosos em terceiro.

Publicidade

Todos os integrantes do grupo prioritário, independentemente da fase, podem procurar a sala de vacina para serem vacinados.

Clima frio

Nos últimos dias, o clima frio com baixas temperaturas tem predominado no DF. É no inverno que ocorre maior disseminação das doenças respiratórias, que podem se complicar com doenças bacterianas como amigdalites, sinusites, otites, pneumonias e até meningites. A influenza é mais comum nesse período e, devido a isso, é importante se vacinar.

A influenza é uma infecção respiratória aguda, causada por agentes virais dos tipos A, B, C e D. O tipo A está associado a epidemias e pandemias, tem comportamento sazonal e apresenta aumento no número de casos entre as estações climáticas mais frias. A vacinação anual contra a influenza previne casos graves e mortes pela doença.

Caso você seja do grupo de risco e recebeu a vacina contra a covid-19, é necessário aguardar um intervalo de 14 dias para se vacinar. O prazo também vale no caso de ter recebido a dose contra influenza e se tiver chegado a vez de se vacinar contra a covid-19.

Quem recebeu a vacina CoronaVac deve aguardar 14 dias após completar o esquema vacinal, uma vez que o intervalo entre as doses desse imunizante é curto, de até 28 dias. Ou seja, só pode tomar a vacina da gripe 14 dias após a segunda dose da vacina contra a covid.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorSusto: Após receber quase 80 mil doses de vacinas congeladas, imunizantes são liberados para aplicação no DF
Próximo artigoTerrenos abandonados no DF podem receber multas de 3% do valor venal