Primeira bombeira do DF é promovida ao cargo de coronel

Helen Ramalho foi homenageada durante a solenidade de promoção de 168 bombeiros e policiais militares do DF

76
Print Friendly, PDF & Email

A solenidade realizada nesta quarta-feira (5), na Residência Oficial de Águas Claras, pela promoção dos 168 bombeiros e policiais militares do Distrito Federal, foi marcada por emoção e reconhecimento. A primeira bombeira – Helen Ramalho – a alcançar o posto de coronel foi homenageada durante a cerimônia.

A publicação das promoções ocorreu na quarta-feira passada (28), no Diário Oficial do Distrito Federal. As novas patentes foram concedidas por antiguidade e merecimento. Elas foram baseadas na ordem de classificação ao fim dos cursos de cada quadro ou no conjunto de atributos e qualidades avaliados durante a carreira.

“É uma satisfação muito grande poder participar desta data especial, que marca mais um estágio da carreira de vocês. Este é, sem dúvida, o reconhecimento do Estado e da corporação pelo serviço desempenhado por cada um ao longo desses anos”, relatou o secretário de Segurança Pública do DF, delegado Júlio Danilo, durante a solenidade.

Publicidade

A primeira-dama do Distrito Federal, Mayara Noronha Rocha, parabenizou os militares. “Sem fé, sem confiança, não seria possível chegar até aqui. Parabéns! É gratificante ver que nossas forças de segurança são referência para todo o país. Parabéns pelo reconhecimento e pelo título”, declarou.

“Parabéns! É gratificante ver que nossas forças de segurança são referência para todo o país”Mayara Noronha Rocha, primeira-dama do DF

A cerimônia contou ainda com a participação da secretária da Mulher, Ericka Filippelli; da esposa do vice-governador Pacco Brito, Ana Paula Hoff; dos comandantes-gerais da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), coronel Márcio Vasconcelos, e do Corpo de Bombeiros (CBMDF), coronel William Bomfim; e do secretário executivo de Gestão Integrada, Alciomar Goersch.

Promoções

No CBMDF foram promovidos 5 coronéis, 17 tenentes-coronéis, 62 majores, 4 capitães, 8 primeiros-tenentes e 42 segundos-tenentes. Já na PMDF foram promovidos 2 coronéis, 17 tenentes-coronéis, sendo um do quadro da saúde, 10 majores e um tenente-coronel.

Avanço no CBMDF

Após 28 anos de dedicação ao CBMDF, Helen Ramalho chegou ao cargo de coronel. Ela é a primeira bombeira combatente a atingir o posto mais alto da corporação.

“Tenho duas palavras para esta conquista: gratidão e resiliência. Gratidão a Deus, por ter permitido que eu chegasse até aqui, e à corporação, por ter me permitido crescer e avançar na carreira. E resiliência, pois, pelo fato de ser pioneira, tive que provar muita coisa. Não apenas eu, pois esta é uma conquista de todas as bombeiras, que vêm fazendo um trabalho muito grandioso e de reconhecimento”, contou a militar.

“Esta é uma conquista de todas as bombeiras, que vêm fazendo um trabalho muito grandioso e de reconhecimento”Helen Ramalho, primeira coronel do Corpo de Bombeiros

Aos 17 anos, a coronel foi aprovada no concurso do CBMDF, em 1992. A militar chegou a ser aprovada no concurso da Câmara dos Deputados, mas abriu mão da vaga após receber uma ligação na mesma data de aniversário do chefe da Seção de Identificação do Corpo de Bombeiros, em 5 de novembro de 1992.

“Recebi a notícia de que eu havia sido aprovada no concurso da corporação. Eram apenas três vagas para a primeira turma de mulheres. Quando fiz a prova, havia tantas meninas estudiosas que cheguei a duvidar da minha capacidade. Seria um desafio pela frente, mas não pensei duas vezes em tomar posse. Desde o primeiro momento, me apaixonei pela carreira”, conta.

Helen foi também a primeira mulher a assumir o cargo de diretora no CBMDF. Ela foi diretora de Gestão de Pessoal. A coronel também foi a primeira bombeira a ser comandante de área.

“Atuei como comandante da área sul de Brasília, que compreende os Grupamentos Bombeiro Militar do Riacho Fundo, Gama, Recanto das Emas, Núcleo Bandeirante, Santa Maria e Candangolândia, além do Park Way e da área do Aeroporto Internacional de Brasília”, relata. Atualmente, a militar é Supervisora de Operações, no Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob).

FONTEAgência Brasília
Artigo anterior‘Sua Vida Vale Muito’ é oficializado como programa de governo do DF
Próximo artigoHospital acoplado de Samambaia está 80% concluído