GDF: Escola de Governo abre 3ª turma de educação a distância

São quinze cursos gratuitos para os servidores do GDF com inscrições até o dia 2 de maio

28
Print Friendly, PDF & Email

A Escola de Governo do Distrito Federal (Egov), órgão vinculado à Secretaria Executiva de Valorização e Qualidade de Vida (Sequali), da Secretaria de Estado de Economia (SEEC), está com inscrições abertas para a terceira turma de cursos de Educação a Distância (EaD) de 2021.

As inscrições podem ser feitas até o dia 2 de maio, pelo site da Egov. Serão oferecidos 15 cursos com início no dia 17 de maio.

Este ano, as primeiras duas turmas de EaD  somaram mais de 2.700 inscrições. Os cursos mais concorridos foram: Gestão e fiscalização de contratos; Desenvolvimento de competências gerenciais; Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa; e Gestão de processos.

Publicidade

“É gratificante ver que os servidores do Governo do Distrito Federal estão se adaptando à nova realidade e realizando os cursos que a Egov oferece em EaD e nas plataformas on-line. Este ano, aumentamos consideravelmente o número de cursos e estamos desenvolvendo capacitações sobre outros temas importantes”, afirmou Juliana Tolentino, diretora executiva da Egov.

Os cursos oferecidos na terceira turma são: Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa; Atendimento ao público; Desenvolvimento de competências gerenciais; Educação a Distância – conceitos, histórico e panorama; Ética – uma questão de escolha; Formação de formadores; Formação em ouvidoria; Gestão da qualidade; Gestão de processos; Gestão do conhecimento; Gestão e fiscalização de contratos; Metodologia de Análise e Solução de Problemas; Norma Regulamentadora 32 (NR 32); Produtividade e melhoria do clima organizacional; e Transparência, ética e controle social.

Para realizar as inscrições nos cursos de EaD, acesse o site da Escola de Governo.

Além dos cursos autoinstrucionais, a Egov também está com inscrições abertas para capacitações por videoconferência, como os cursos Tratamento de acervos arquivísticos; Liderança e gestão participativa e Elaboração de Projeto Básico e Termo de Referência; além da palestra sobre dicas práticas para uso do Sistema de Controle de Emendas Parlamentares (Sisconep). Cada capacitação tem período específico de inscrição. Para conferir, acesse o site.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorAinda sem teste em humanos, Butantan inicia produção de sua vacina
Próximo artigoTem home care em casa? É preciso informar para a companhia de energia