Em assembleia virtual, profissionais da iniciativa privada reprovam mais uma vez a CCT

81
Print Friendly, PDF & Email

Na manhã desta terça-feira (27/04) foi realizada uma Assembleia Virtual direcionada aos profissionais que prestam serviço na Rede Privada de Saúde para discutir assuntos como a Convenção Coletiva de Trabalho e a Data Base.

A transmissão foi realizada no perfil do Instagram do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate), com início às 9h30. A reunião começou com a leitura do edital feita pelo diretor do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate) Newton Batista e conduzida pelo presidente João Cardoso e os diretores Elza Aparecida, Josy Jacob e Moisés de Miranda.

A diretora do Sindate Josy Jacob pontua: “o Sindate vem lutando incansavelmente por reajuste salarial, mas chegamos em um momento que não dá mais para brigar com o Sindicato Patronal. Precisamos mobilizar a categoria a lutar pelo projeto de lei que estabeleça o piso salarial fixo no DF e é isso que vamos fazer. Precisamos avançar.”

Publicidade

Após a votação, os profissionais decidiram por reprovar a proposta advinda do Sindicato Patronal que consistia em um aumento de apenas 3% e optaram por levar até o Governo do Distrito Federal por meio do deputado distrital Jorge Vianna (Podemos) um projeto de lei que estabeleça o piso salarial fixo no DF.

Vale ressaltar que no dia 15/04 a direção do Sindate entregou para Vianna um projeto de lei que prevê a alteração salarial. Para ler mais clique aqui.

Diretor do Sindate Newton Batista

O diretor Newton Batista destaca: “ agora que a categoria aprovou a entrega do PL ao GDF, vamos torcer para que o Governador sancione, trazendo assim melhorias para os profissionais da rede privada que estão sendo desvalorizados em todos os sentidos”

Durante as próximas semanas o Sindate estará nos hospitais privados entregando um informativo que explica a situação caótica que os Técnicos em Enfermagem estão vivendo.

FONTESindate-DF
Artigo anteriorVacinômetro da campanha contra a covid-19 no DF disponibiliza mais informações
Próximo artigoDiretores e gestores de escolas públicas aprendem sobre planejamento de contratações em curso do TCDF