DF: 21% de ocupação de leitos de UTI covid com pacientes de outros estados

Maior parte desses pacientes, internados em UTI, é oriunda do estado de Goiás, principalmente da região do Entorno

31
Print Friendly, PDF & Email

O perfil epidemiológico de pacientes acometidos pela covid-19 tem mudado cada vez mais. Antes, a taxa de ocupação se dava mais pelos pacientes acima de 65 anos. No entanto, hoje a ocupação maior tem sido de pessoas mais jovens, abaixo dos 55 anos.

Às 10h10 desta terça-feira (13), havia 454 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) covid ocupados. Porém, 21,3% desse total são pacientes de fora do Distrito Federal.

Desse total de leitos ocupados, 92 pessoas não são residentes do DF, representando 21,3%, exatamente. A secretaria observou que 35 são pacientes oriundos do estado de Goiás, 56 não informaram a origem e um informou ser do Paraná.

Publicidade

O DF tem 454 leitos ativos públicos disponíveis à população de 3.052.546 habitantes, ou seja, 14,86 leitos de UTI covid para cada 100 mil pessoas

Ainda pela manhã, havia 238 pacientes aguardando por um leito de UTI covid e 100 aguardando um leito de UTI não covid, totalizando 340 pacientes esperando por um leito de UTI no Distrito Federal.

“O DF tem 454 leitos ativos públicos disponíveis à população de 3.052.546 habitantes, ou seja, 14,86 leitos de UTI covid para cada 100 mil pessoas. Uma relação de aproximadamente 90,5% maior do que oferece o estado de Goiás para sua população”, explica Sanchez.

Hoje, o estado de Goiás, por exemplo, possui 509 leitos ativos disponíveis à população de 6.523 milhões de habitantes, ou seja, 7,80 leitos de UTI covid para cada 100 mil pessoas.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorMais de 52,3 mil vacinas no DF foram aplicadas em pessoas de outros estados
Próximo artigoSinagências oficia Anvisa sobre acúmulo de função de servidora nomeada no DOU