Paciente com câncer elogia atendimento na rede pública de saúde

Gilvoniza é acompanhada no Hospital Regional de Taguatinga e recebe todo o apoio multidisciplinar contra a doença

19
Print Friendly, PDF & Email

“Me surpreendi com a rapidez da descoberta da doença e o início da quimioterapia, porque a gente vê tanta gente falando muito mal do atendimento na rede pública”Gilvoniza da Silva Mota, paciente

Luta, perseverança e gratidão ao Sistema Único de Saúde (SUS) definem a história de Gilvoniza da Silva Mota, de 58 anos. Ela venceu a primeira etapa do tratamento contra o câncer de mama, diagnosticado no ano passado, após exames rotineiros.

A paciente fez todos os seus exames na Clínica da Família de Samambaia, perto de sua casa. Após confirmar o diagnóstico, foi encaminhada para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT) para iniciar o tratamento.

“Fui diagnosticada no dia 22 de setembro e iniciei o tratamento no dia 8 de outubro. Me surpreendi com a rapidez da descoberta da doença e o início da quimioterapia, porque a gente vê tanta gente falando muito mal do atendimento na rede pública”, relata.

Publicidade

“Quando recebi a notícia da doença da minha mãe fiquei muito preocupada porque ela não tinha um plano de saúde”Thaís Mota, filha da paciente

Apoio multidisciplinar

Gilvoniza fez todos os exames e as sessões de quimioterapia pela rede pública de saúde. Além disso, contou com o apoio multidisciplinar, com psicólogo, nutricionista e recebeu o principal apoio neste momento difícil e de angústia – o de toda a família.

“Graças a Deus tive o apoio dos meus filhos e do meu esposo e esse apoio familiar é extremamente importante na luta contra o câncer. Todos cuidaram com muito amor e carinho de mim. Também recebi todo o apoio da equipe e me senti mais segura e confiante”, afirma.

Thaís Mota usa aplicativo para acompanhar o tratamento da mãe | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde

A paciente, que está na fase de realização dos exames pré-operatórios, está muito feliz por conseguir fazer todo o acompanhamento pelo SUS e já foi informada de que a cirurgia de retirada do tumor será feita junto com a reconstrução mamária e inserção de prótese. Após isso, ela fará sessões de radioterapia para finalizar o tratamento.

“Essa notícia me deixa muito feliz, pois não imaginava encontrar todo esse apoio e serviço no SUS. Estou super satisfeita com o meu tratamento, com os atendimentos e a atenção que recebo de toda a equipe. Isso é fundamental para vencer o câncer”, comemora.

Segundo Gilvoniza, fé e perseverança são essenciais para quem luta contra o câncer. Além disso, é imprescindível buscar o tratamento o quanto antes, sem desanimar.

“Tem que ter fé e acreditar que tudo dará certo. Não é fácil, porque há dias que são muito difíceis, mas não podemos desanimar. Temos que viver um dia de cada vez e acreditar em Deus”, conta.

Conecte SUS

A filha de Gilvoniza, Thaís Mota, de 31 anos, está acompanhando de perto o tratamento da mãe e desde o início utiliza o aplicativo Conecte SUS para ver agendamentos de consultas e exames. Para ela, o aplicativo tem feito toda a diferença, pois antes mesmo das equipes ligarem para avisar ela já consegue ver tudo que está agendado e até mesmo os resultados que já estão prontos.

Mas, graças a Deus, nos surpreendemos positivamente com todo o tratamento que ela tem recebido na rede pública, através do SUS”, explica aliviada.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorProtocolos rígidos do IGESDF evitam contaminação por Covid-19
Próximo artigoCofen apura denúncias sobre a vacinação fraudulenta ou indevida contra covid-19