Música e emoção em homenagem a profissionais da Saúde no HRAN

Apresentação do ‘Concerto do Afeto’, da Orquestra Filarmônica de Brasília, ocorreu nesta quarta-feira (7), no Hospital Regional da Asa Norte (Hran)

18
Print Friendly, PDF & Email

No Dia Mundial da Saúde, celebrado nesta quarta-feira (7), a Orquestra Filarmônica de Brasília realizou o Concerto do Afeto para homenagear os profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus. A apresentação ocorreu ao meio-dia desta quarta, no jardim central do Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

“Nossa homenagem é para quem se mantém na linha de frente do combate a um inimigo invisível e mortal, enfrentando todos os desafios e cumprindo a nobre missão de salvar vidas”Osnei Okumoto, secretário de Saúde

“Essa é uma data mais do que histórica que merece todas as reverências possíveis, principalmente pelo momento que estamos vivendo e a Orquestra Filarmônica de Brasília, que neste ano completa 36 anos, todos eles dedicados à arte e a cultura da capital federal, quer homenagear os profissionais da Saúde”, explica Doner Cavalcante, presidente da Orquestra Filarmônica de Brasília.

Durante 20 minutos de apresentação, os músicos encantaram e levaram esperança por meio da música para os trabalhadores da unidade e pacientes. O presidente da orquestra reconhece que os profissionais da saúde estão, incansavelmente, há mais de um ano no enfrentamento do “vírus mortal”. “Talvez, o maior desafio de suas vidas, se arriscando para salvar a vida do outro. E, para os integrantes da Orquestra Filarmônica de Brasília, é fundamental prestarmos uma pequena mostra de reconhecimento a essas categorias”, destaca.

Para o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, o dia é daqueles que dedicam a vida a cuidar de outras pessoas. Os pais, as mães, os filhos e filhas, esposos e esposas que deixam diariamente os seus lares para estar ao lado de quem mais precisa.

“Nossa homenagem é para quem se mantém na linha de frente do combate a um inimigo invisível e mortal, enfrentando todos os desafios e cumprindo a nobre missão de salvar vidas. Pessoas que sabem a imensa responsabilidade que carregam e, por isso, nos dão a certeza de que, em qualquer situação, estarão aqui para nos dar as mãos”, destaca o secretário.

“A vocês, profissionais da Saúde, nossa reverência! Nesse último ano, mais que em qualquer outro, estão oferecendo tudo o que podem para que a vida prevaleça. Obrigado”, acrescentou o secretário.

O maestro da Orquestra Filarmônica de Brasília, Thiago Francis, ressalta que o concerto é uma forma de agradecimento a todos os profissionais que se arriscam diariamente lutando contra a covid-19. “Este é um lugar de batalhas e a música é uma forma de trazer esperança de que dias melhores estão chegando. É muito emocionante estar aqui. Que todos possamos nos unir contra o inimigo comum, que é o vírus”, afirma.

A nutricionista Amália Angeli achou a apresentação maravilhosa e ficou encantada com a homenagem. “Achei esse concerto muito lindo, a música traz esperança para nós, que estamos vivendo dias pesados e uma realidade muito triste. Somos profissionais, mas há dias que são terríveis e que pesam até para nós. A música traz esperança, acalento e calma, nos relembra que ainda existe beleza no mundo”, avalia.