É golpe campanha que usa a pandemia para arrecadar dinheiro para unidades sob gestão do IGESDF

Alegando que faltam luvas e máscaras no Hospital Regional de Santa Maria, pessoas de má-fé pedem doações em grupos de WhatsApp

25
Print Friendly, PDF & Email

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) comunica à população que não está promovendo nem autorizou nenhum tipo de campanha de arrecadação de recursos para compra de equipamentos de proteção individual (EPIs), tais como luvas e máscaras, destinados aos dois hospitais e às seis unidades de pronto atendimento (UPAs) que administra.

Os responsáveis por campanhas como essa agem de má-fé ao usarem este momento de consternação

O Iges-DF considera como estelionato iniciativas dessa natureza. Por isso, condena, desaprova e desautoriza campanha que está sendo veiculada em grupos de WhatsApp solicitando repasse, por meio de PIX e outras transferências bancárias, de dinheiro para suposta aquisição de insumos destinados ao Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

O instituto classifica esse tipo de campanha como inescrupulosa, uma vez que os responsáveis por elas agem de má-fé ao usarem este momento de consternação, provocado pela pandemia do coronavírus, para arrecadar recursos em benefício próprio.

O Iges-DF adverte ainda: usar o nome ou a identidade gráfica da instituição sem autorização prévia é crime, e todas as medidas legais serão adotadas em caso de descumprimento da lei.

O Iges esclarece também:

1. Não autoriza nenhuma pessoa, seja ela física ou jurídica, a fazer campanhas de doação em nome da instituição;
2. Qualquer iniciativa dessa natureza será encaminhada às autoridades competentes para devida apuração;
3. As campanhas oficiais do instituto são amplamente divulgadas por meios dos nossos canais de informação, como o site da instituição, e pelos veículos de comunicação do DF.