É falsa a informação de que o Hospital de Planaltina está sem oxigênio

Vídeo com Fake News está circulando na internet; a verdade é que o hospital está abastecido

86
Print Friendly, PDF & Email

Um vídeo com informações falsas sobre o Hospital Regional de Planaltina (HRPl) está circulando na internet, de forma irresponsável, e mobilizando pessoas a fazerem doações de oxigênio para a unidade hospitalar. O vídeo, que tem duração de 29 segundos, traz a foto da fachada do hospital, com cilindros ilustrando o banner, e uma voz feminina dizendo que a unidade amanheceu sem o insumo hospitalar. Também circula no instagram uma publicação com o mesmo conteúdo.

A Secretaria de Saúde esclarece tratar-se de uma Fake News e que o HRPl está devidamente abastecido com oxigênio líquido (armazenado em tanque e distribuído aos setores através da rede de gases) e de oxigênio gasoso (armazenado em cilindros). É fato que todas as unidades de saúde são abastecidas de oxigênio conforme programação prevista em contrato cuja recarga ocorre periodicamente.

No Hospital de Planaltina, o tanque da central de gases e os cilindros são recarregados três vezes por semana pelas empresas White Martins e Air Liquide, respectivamente. As últimas recargas ocorreram na sexta-feira (19). Havendo necessidade, está previsto em contrato um abastecimento de urgência.

Publicidade

A Secretaria de Saúde informa, ainda, que, em momento algum, o hospital chegou a ficar sem oxigênio. O que houve na última quinta-feira (17) foi um problema com a pressão na central de distribuição para a rede de gases do hospital. Mesmo com esse problema, que foi corrigido no mesmo dia, não chegou a ocasionar problemas mais graves para os pacientes.

É fato que o HRPl registrou alta taxa de internação nos últimos dias, o que ocasionou aumento no consumo de oxigênio. Porém não há necessidade de a população se mobilizar para doar oxigênio para a unidade.

Recebeu uma notícia suspeita? Desconfie e, na dúvida, não compartilhe! A página Saúde Sem Fake News foi criada para que esse tipo de conteúdo possa ser checado e devidamente esclarecido. Se receber alguma informação sobre a Secretaria e achar que é falsa, pode remetê-la pelo aplicativo WhatsApp no telefone (61) 99252-3540.

Vale destacar que o canal não funciona como um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente neste espaço se são verdade ou mentira, bem como nas nossas redes sociais.

FONTEAgência Saúde DF
Artigo anteriorMedida acertada? Ministério da Saúde autoriza liberação de estoque de vacinas para primeira dose
Próximo artigoCâmara pode votar projeto que amplia número de doenças rastreadas pelo teste do pezinho