Em nove dias, UPAs atenderam mais de 1,2 mil casos de covid

Até agora, em março, foram realizados 1.107 testes e confirmados 433 pacientes com coronavírus

29
Print Friendly, PDF & Email

Apenas nos primeiros nove dias de março, 1.241 pacientes com sintomas de covid-19 receberam atendimento médico nas seis unidades de pronto atendimento (UPAs) administradas pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF). Durante esse período, foram feitos 1.107 testes de covid e 433 casos foram confirmados. Segundo a diretora pré-hospitalar do Iges, Nadja Vieira, apesar do alto volume de demanda, nenhum paciente ficou desassistido. “Tivemos muitos atendimentos durante esses dias, mas os profissionais das UPAs têm feito todo o esforço necessário para atender os pacientes”, ressaltou.

A gerente da UPA de Samambaia, Regilane Fonseca, informou que, somente durante a madrugada desta segunda (9) para terça-feira (10), a equipe recebeu 60 pacientes, entre pessoas com sintomas de covid e outras doenças, sendo 12 oriundas de ocorrências do Samu 192 e do Corpo de Bombeiros. “No total, 221 pacientes foram atendidos em 8 e 9 de março, sendo 60 apenas na madrugada”, contabilizou a gerente. “Nenhum paciente deixou de ser atendido. Estamos recebendo esses pacientes e buscando retaguarda na rede de saúde hospitalar. O trabalho esta sendo feito. Não estamos medindo esforços”, garantiu, fazendo um apelo à população: “Fique em casa e ajude os profissionais de saúde neste momento”.

“No total, 221 pacientes foram atendidos em 8 e 9 de março, sendo 60 apenas na madrugada”Regilane Fonseca, gerente da UPA de Samambaia

A técnica de enfermagem Ana Maria Duarte também destacou a dedicação dos profissionais para atender a todos. “Realmente, a epidemia existe” alertou. “Estamos fazendo o que é humanamente possível para atender o máximo de pessoas, mas somos uma equipe humana fazendo o possível e o impossível para melhor atender ao paciente”.

Publicidade

357atendimentos na UPA de Sobradinho em março

Número de atendimentos

A UPA de Sobradinho é a unidade que liderou o número de atendimentos de pacientes com sintoma de covid-19 nos nove primeiros dias de março. Foram 357 atendimentos e 98 testes. Depois, vêm as UPAs de Ceilândia (353 atendimentos e 332 testes), Samambaia (310 atendimentos e 247 testes), São Sebastião (276 atendimentos e 186 testes), Recanto das Emas (154 atendimentos e 154 testes) e Núcleo Bandeirante (101 atendimentos e 90 testes).

Já em fevereiro, foram 2.214 atendimentos médicos e 2,1 mil testes, sendo 907 casos confirmados. Foram 952 atendimentos e 777 testes na UPA de Samambaia, 835 atendimentos e 229 testes em Sobradinho, 479 atendimentos e 266 testes na UPA de São Sebastião, 415 atendimentos e 357 testes na UPA de Ceilândia, 243 atendimentos e 229 testes na UPA do Núcleo Bandeirante, 242 atendimentos e a mesma quantidade de testes na UPA do Recanto das Emas.

Os profissionais de saúde do Iges-DF continuam pedindo aos moradores que sigam as orientações para evitar a transmissão da covid-19. “Lave as mãos com água e sabão ou higienize com álcool em gel, use a máscara e mantenha o distanciamento social”, reforça Nadja Vieira.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorFestas clandestinas aumentam taxas de transmissão da covid-19
Próximo artigoNo DF, mulheres representam 70% da linha de frente contra a covid-19