Músicos fazem Live Solidária para reunir o público e sobreviver à pandemia

O evento virtual será nesta sexta-feira, a partir das 19h, e o valor do ingresso é livre

72
Print Friendly, PDF & Email

Imagine como tem sido para quem depende de grandes públicos, de multidão, para sobreviver nesta pandemia? Um bom exemplo são os músicos. E entre a necessidade de não aglomerar e da necessidade de ganhar o pão de cada dia, é que dois músicos que atuam em Brasília decidiram fazer a Live Solidária. O percussionista Minho Sacramento e o músico Padoka Lyma prometem interpretar grandes sucessos da MPB, nesta sexta-feira 05/03, a partir das 19h, pelas redes sociais.

Eles afirmam que para profissionais como eles, que não contam com grandes patrocinadores para bancar lives, a situação está insustentável. “Estamos precisando de dinheiro para o essencial, para o dia a dia. A Live Solidária é a forma que encontramos de reunir o público, não desrespeitar as normas sanitárias e ter alguma renda. E vai ter o famoso “passa chapéu”, claro, de forma virtual também. As pessoas podem fazer a transferência bancária. Quanto vamos receber? Não sabemos, porque preferimos deixar o valor em aberto para que cada um transfira o que for possível”, explica Minho Sacramento.

Padoka Lyma ressaltou que a iniciativa é também para mostrar que mesmo longe é possível reunir o calor do público e deixar o momento mais leve. “Nesta hora em que milhares de pessoas perdem a vida para o vírus e sabemos que o distanciamento é a melhor forma de evitar o contágio, nós músicos temos a obrigação de mostrar que é preciso respeitar as normas para preservar vidas. Os aplausos do outro lado da tela não serão menos especiais daqueles que recebíamos quando podíamos reunir multidões, porque a essência do nosso trabalho está no respeito. Esperamos todos vocês lá na live,”, convoca Padoka.

Quem são os integrantes da Live Solidária?

Minho Sacramento é soteropolitano. Tornou-se músico profissional Percussionistas e Compositor desde 1989. De lá para cá, já tocou em cima de trios elétricos de Salvador e participou de carnavais em várias localidades do país. Há 11 anos, veio para a capital do país, onde tem dado continuidade à carreira.

Antônio de Pádua, mais conhecido como Padoka Lyma, é piauiense, cantor, compositor e instrumentalista. Apaixonado por música, tornou-se profissional da área há 18 anos, caminhada com inúmeras apresentações em casas de shows, bares e restaurantes do Rio de Janeiro e Brasília, onde mora. Padoka reúne também participações em bandas de forró e pagode, e hoje atua fortemente em releituras de grandes nomes da MPB.

Serviço:
Live Solidária: Grandes Sucessos da MPB
Sexta-feira (05/03) as 19h

Link da Live:

Pix: 784.101.775-87

Informações:

  • (61) 9.8242-4090
  • (61) 61 98626-0150