DF e Goiás atuam juntos no combate ao coronavírus

Governo local faz pacto com municípios do Entorno para conter a disseminação da Covid-19; e estuda decreto conjunto de restrição no comércio

87
Print Friendly, PDF & Email

Por Hédio Ferreira Junior

O Distrito Federal e os municípios do Entorno decidiram unir esforços para conter a disseminação do novo coronavírus. Na tarde desta quinta-feira (25), o governador Ibaneis Rocha anunciou a criação de um pacto entre o Governo do Distrito Federal (GDF) e as cidades vizinhas do estado de Goiás para traçar um plano coletivo de enfrentamento à Covid-19. Muitos desses municípios servem de dormitório para pessoas que trabalham e vêm diariamente a Brasília.

Em uma reunião com prefeitos e representantes de nove cidades no Palácio do Buriti, o governador Ibaneis Rocha sugeriu que as cidades do Entorno decretem, em coletividade, a redução do horário de funcionamento do comércio à noite, principalmente em bares e restaurantes.

Publicidade

A ideia é que a medida iniba a circulação e a possível aglomeração de moradores. Para que a ação tenha efeito, o GDF adotará medida semelhante em cidades limítrofes a essas regiões – evitando que as pessoas migrem de um lugar a outro.

Campanhas de conscientização das medidas de prevenção da doença voltadas a essa população serão estudadas pela Secretaria de Comunicação do DF. O governador também prometeu ajudar os municípios na retomada de ações preventivas como a distribuição, nas ruas, de máscaras de proteção e ítens de higienização.

“O que queremos com essa pactuação com o Entorno é agir em sintonia e parceria com as cidades vizinhas ao Distrito Federal”Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal

“O que queremos com essa pactuação com o Entorno é agir em sintonia e parceria com as cidades vizinhas ao Distrito Federal”, afirmou Ibaneis.

Além da Covid-19, um plano de combate à dengue em parceria com os municípios deverá ser elaborado para reduzir os focos de contágio do mosquito Aedes aegypti. A intenção do governo é regulamentar o atendimento de pacientes do estado vizinho em unidades de saúde do DF.

A Secretaria de Saúde do DF chegou a registrar, nos últimos meses, uma média de 20% de atendimento de pacientes residentes em Goiás nos hospitais e postos de saúde de Santa Maria e Gama, na região sul. Impacto semelhante vem sofrendo o processo de vacinação em Brasília, com pacientes vindos do estado vizinho buscando a imunização por aqui.

A proposta é que os atendimentos de pacientes de outros estados passem a ser registrados e os recursos do Sistema Único de Saúde (SUS), do governo federal, sejam direcionados ao estado onde o serviço foi prestado e não mais onde mora o paciente.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorCrianças recebem prevenção contra infecções respiratórias
Próximo artigoRenata Abreu pede urgência para repatriar brasileiros retidos em Portugal