Jorge Vianna denuncia falta de repouso para Enfermagem em Hospital de Águas Claras

92
Print Friendly, PDF & Email

Profissionais de enfermagem que atuam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Águas Claras, não possuem um local de repouso. A denúncia foi apurada pelo deputado Jorge Vianna (Podemos), que expôs, no último domingo, o descaso com técnicos em enfermagem e enfermeiros da unidade hospitalar.

Em um vídeo publicado na rede social, o parlamentar evidenciou que o problema atinge somente os profissionais lotados na UTI de tratamento para Covid-19 do hospital, sendo que equipes de outros setores possuem um local específico de descanso. A informação foi confirmada por uma responsável do hospital.

O distrital destacou que a atuação dos profissionais da enfermagem, que possuem papel essencial para uma prestação de serviço de saúde digna e humanizada, é lembrada somente em tempos de pandemia e em necessidades de urgência na assistência ao paciente, mas quando é para benefícios, não lembram da categoria. “É impossível descansar com a cabeça no travesseiro sabendo que meus colegas de enfermagem não possuem sequer um local de repouso. Até quando vai precisar de um deputado vir a um hospital pra falar de uma coisa básica?”, questionou.

PL que garante local de descanso aos profissionais de Enfermagem

O membro da Comissão de Saúde da CLDF, salienta sobre o projeto de lei Nº 999/2020, que foi aprovado no ano passado e está em fase final para sanção do governador, que estabelece as unidades de saúde do DF em disponibilizar um local de descanso aos enfermeiros, auxiliares e técnicos em  enfermagem.

Denúncia

O deputado ressalta que deve notificar o hospital e realizar denúncias na Comissão de Direitos Humanos da CLDF, Conselho Regional de Enfermagem e Sindicatos para que cobrem e sejam tomadas providências quanto ao descanso dos profissionais.

Vianna enfatiza que continuará percorrendo todos os hospitais do DF que possuem a mesma política de não assegurar um local de repouso para os trabalhadores. “Não é possível que até hoje, com a construção de novos hospitais não conseguimos ter um local específico para repouso”, salienta. “Espero que seja a primeira e última vez que venho falar sobre um local de descanso. Enquanto eu estiver na CLDF, vou continuar cobrando os direitos dos colegas técnicos em enfermagem”, destaca.

Diretor reforça denúncias

Como convidado do programa “Os Cabeças da Notícia”, da rádio Metrópoles FM, o diretor do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF), Newton Batista, reforçou, nesta segunda-feira (08), as denúncias recebidas pelo Sindicato e pelo deputado sobre a falta de local para o repouso dos profissionais no Hospital Águas Claras. Batista salientou que há muito tempo a entidade vem insistindo no tema e enfatizou a necessidade das instituições de saúde privadas respeitarem a legislação federal.

O dirigente destacou que, diante do momento de apreensão nas unidades de Saúde, frente a situações de rotina no tratamento de pacientes contra a Covid-19, muitos profissionais acabam se estressando, e o que pedem é o mínimo de direito assegurado. Ele lembrou sobre o projeto de lei Nº 999/2020, do deputado Jorge Vianna, que estabelece as unidades de saúde do DF em disponibilizar um local de descanso aos enfermeiros, auxiliares e técnicos em enfermagem.