Identificação de fraudes em benefício gera economia de R$ 4,5 bilhões

CGU rastreia 2,7 bilhões de irregularidades no auxílio emergencial

47
Print Friendly, PDF & Email

O cruzamento de dados dos beneficiários do auxílio emergencial permitiu que a Controladoria-Geral da União (CGU) rastreasse 2,7 bilhões de cadastros que não tinham direito ao recurso. O cancelamento de benefícios indevidos trouxe uma economia de R$ 4,5 bi aos cofres públicos.

Os dados foram repassados pelo ministro da CGU, Wagner Rosário, em entrevista ao programa Brasil em Pauta.

Esta não foi a única ação realizada pela CGU para combater a corrupção durante a pandemia. Foram quase 50 operações destinadas à verificação de desvios de recursos no combate à covid-19 , além da criação de um painel para verificação de preços dos insumos usados no combate ao coronavírus.

Publicidade

Na entrevista, Wagner Rosário mostrará ainda o que a CGU está fazendo para combater a corrupção no serviço público.

A íntegra da entrevista pode ser acompanhada no próximo domingo (7), às 22h, na TV Brasil.

Leave your vote

FONTEAgência Brasil
Artigo anteriorProsus entra na Justiça para regularizar fornecimento de medicamento ambrisentana para hipertensos
Próximo artigoCovid-19: mortes somam 230 mil e número de casos chega a 9,44 milhões