fbpx
Início POLÍTICA DISTRITO FEDERAL GDF libera crédito do Cartão Prato Cheio

GDF libera crédito do Cartão Prato Cheio

Nesta quinta-feira (4), famílias beneficiárias do programa já podem fazer as compras de seus alimentos

166
Print Friendly, PDF & Email

O crédito de R$ 250 para cada uma das 32 mil famílias beneficiárias do Cartão Prato Cheio começa a ser feito a partir desta quinta-feira (4). Por meio de repasse feito pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), o investimento do Governo do Distrito Federal (GDF) é de R$ 8.196.800,00.

“Mais que uma ação de governo, trata-se de um compromisso do GDF em garantir a segurança alimentar e nutricional daqueles que mais precisam desse auxílio por conta da pandemia do novo coronavírus”, enfatiza a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha. “Trata-se de um programa de caráter emergencial, por isso não é considerado um auxílio de transferência de renda”, complementa a gestora.

É importante relembrar que o cartão apenas pode ser utilizado na função débito e em estabelecimentos alimentícios. Os beneficiários conseguem acompanhar o saldo disponível por meio do aplicativo BRB Social, oferecido pelo Banco BRB.

R$ 8.196.800,00.Valor investido pelo GDF no Cartão Prato Cheio

“Trata-se também de uma forma de dar o poder de escolha às famílias para que elas escolham o que e onde comprar”, ressalta Mayara Noronha Rocha e completa: “Fomentando assim o comércio local do ramo alimentício nas cidades”.

No mês passado, para pessoas que tinham feito solicitação em uma unidade socioassistencial, foi reaberto o site rendaemergencial.brb.com.br para consultar se estão na lista de concessões da nova etapa do programa.

Regras

O Decreto nº 41.570, de 7 de dezembro de 2020, estabeleceu as regras para o cartão Prato Cheio. Entre elas: ser pago por três meses consecutivos, respeitando os critérios de priorização; os beneficiários além de ter renda familiar per capita igual ou inferior a meio salário mínimo, estar em situação de insegurança alimentar; residir no Distrito Federal e ter a inscrição no Cadastro Único ou no Sistema Integrado de Desenvolvimento Social da Secretaria de Desenvolvimento Social

Outras diretrizes importantes descritas na lei são o fato de as famílias beneficiadas serem, preferencialmente, monoparentais chefiadas por mulheres com crianças de 0 a 6 anos; ou com crianças de 0 a 6 anos; ou que tenham alguma pessoa com deficiência; ou ter um familiar idoso; ou se tratar de alguém em situação de rua, desde que esteja em acompanhamento regular pela equipe socioassistencial.

Leave your vote



Log In

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.