Líderes da CLDF têm cinco dias para indicar integrantes de Comissão da Vacina

23


Print Friendly, PDF & Email

Dentro de até cinco dias, a contar desta segunda-feira (11), blocos partidários formados no âmbito da CLDF terão de indicar os parlamentares que comporão a Comissão Especial destinada a acompanhar e fiscalizar a o plano de vacinação contra o novo Coronavírus – Covid-19, elaborado pela Secretaria de Saúde do DF. Hoje foi publicado no Diário da Câmara Legislativa o ato definindo as agremiações que poderão integrar o colegiado, criado no dia 10 de dezembro passado, com a aprovação do Requerimento nº 2.045/2020, de autoria do deputado Fábio Felix (Psol). Na última sexta-feira (8), o vice-presidente Rodrigo Delmasso (Republicanos), no exercício da presidência da Casa, assinou o documento determinado a formação da comissão.

Cada bloco a seguir terá um lugar no grupo. Os líderes das bancadas apresentarão os nomes do distrital titular e do suplente para fazer parte da comissão fiscalizadora: “Brasília em Evolução” (Avante, PSB, PTC e Novo); “DF Acima de Tudo” (Republicanos, PP e Pros); “Democrático Social” (MDB, PSD e PSC); “União pelo Distrito Federal” (PTB; Podemos e PL); “Democracia e Resistência” (PT e Psol). A intenção é que as atividades se iniciem imediatamente após a constituição do colegiado.

Segundo o deputado Fábio Felix, o acompanhamento do plano local de vacinação contra o novo coronavírus e a fiscalização das ações do Governo do Distrito Federal são urgentes devido, entre outros motivos, ao atraso no planejamento. No pedido para a criação da comissão especial – também assinado por Chico Vigilante (PT), Reginaldo Veras (PDT), Martins Machado (Republicanos), Delmasso (Republicanos), Agaciel Maia (PL), Jaqueline Silva (PTB) e Leandro Grass (Rede) –, os parlamentares já haviam demonstrado preocupação com a “demora” do GDF.

Publicidade