Vacinação antirrábica terá 98 pontos de atendimento neste sábado no DF

Campanha acontece na área urbana do DF e vai até o fim de novembro

428
Print Friendly, PDF & Email

Por Cristina Soares

A campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos no DF continua em andamento na área urbana e vai até o fim de novembro. Neste sábado (7), 98 pontos estarão abertos em diversas Regiões Administrativas e a lista completa pode ser acessada na página da campanha.

“Cada cidade tem uma estratégia própria de vacinação, o que inclui a definição dos pontos, dias e horários do atendimento”, explica o gerente de Vigilância Ambiental de Zoonoses, Rodrigo Menna. Ele destaca ainda que “por se tratar de uma campanha anual, todos os cães e gatos que foram vacinados no ano passado precisam receber a nova dose desse ano”.

Publicidade

Além dos pontos de vacinação espalhados pelo DF durante todo o período de campanha, é possível também levar os cães e gatos para serem vacinados nos Núcleos de Vigilância Ambiental que ficam nas Regiões Administrativas. “Para facilitar o acesso a essas informações, foi criada uma página no site da Secretaria de Saúde com todos os detalhes da campanha. Assim, o dono do animal saberá qual o ponto mais próximo da sua residência. Essa página tem sido atualizada semanalmente”, explica Menna.

Estima-se que o DF tem uma população de 345.033 cães e gatos. A expectativa é vacinar 80% dos animais acima de três meses de idade que podem receber a vacina antirrábica. Os que receberem a dose pela primeira vez devem ser revacinados após 30 dias.

Recomendações durante a vacinação

Os animais devem ser conduzidos por pessoas com idade e porte adequados para o manejo e segurança. É recomendado levar os felinos dentro de caixas de transporte apropriadas. O condutor do animal deverá usar máscara e será necessário manter o distanciamento na fila.

FONTEAgência Saúde DF
Artigo anteriorFarmácias de Alto Custo do DF devem ficar fechadas em 11 e 12 de novembro
Próximo artigoCovid-19: Força-tarefa pede que leitos desmobilizados sejam liberados para outros pacientes