Começa o Mutirão de Reconstrução Mamária do HRT

Serão feitas 40 cirurgias em pacientes já selecionadas

69
Print Friendly, PDF & Email

O Hospital Regional de Taguatinga iniciou, nesta segunda-feira (26), o Mutirão de Reconstrução Mamária que vai beneficiar 40 pacientes, já selecionadas. Serão feitas, durante o mutirão, cirurgias de reconstrução da mama, mastectomia com reconstrução e tatuagem de aréolas. Os procedimentos ocorrerão entre hoje (26) e 30 de outubro e integram a campanha Outubro Rosa da Secretaria de Saúde.

“Essa ação ocorre para devolver a autoestima dessas mulheres e diminuir o sentimento de mutilação que elas apresentam após os procedimentos que são necessários para tratamento do câncer”, destaca, o diretor do HRT, Renato Siqueira. Para ele, o mutirão “é um trabalho árduo de toda a equipe do HRT em prol dessas pacientes”.

O trabalho é fruto de uma parceria da Secretaria de Saúde com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – que contribuiu com próteses e com materiais para a decoração do hospital -, profissionais da saúde de outras unidades e estados que se voluntariaram para compor as equipes. São médicos cirurgiões, anestesistas, enfermeiros, técnicos entre outros.

Publicidade

Ansiosa, a paciente Priscilla Costa, aguardava o momento de entrar no Centro Cirúrgico. A cirurgia dela é uma mastectomia com reconstrução mamária. “Faltam palavras para descrever esse momento. Estou na luta contra o câncer e estou na expectativa para vencer a doença”, afirmou emocionada.

Abertura

A abertura do Mutirão de Reconstrução Mamária do HRT ocorreu na manhã desta segunda-feira (26). O diretor do HRT, Renato Siqueira, conduziu a cerimônia e inaugurou uma placa em homenagem a enfermeira Edna Flor, que faleceu em junho, e que será fixada no andar da Oncologia que receberá o nome da servidora. A secretária da Mulher, Éricka Fillipelli, participou da abertura e ressaltou a importância de realizar uma ação “grandiosa” e “ousada” como o mutirão do HRT.

“Em um tempo de pandemia, em que as pessoas estão perdendo a esperança, muitas vezes sem qualquer perspectiva para o futuro, vocês estão trazendo vida nova, perspectiva e esperança para a vida dessas mulheres e para tantas outras que precisam de ações como essa para voltar a acreditar”, declara Ericka Fillipelli.

Silvio Ferreira, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica destacou o trabalho que será desenvolvido a partir desta segunda. “Parabenizo a todos os envolvidos na realização do mutirão de reconstrução mamária. Mesmo em tempos difíceis e mudanças de regras, desejamos que esse evento seja um sucesso”.

Participaram, ainda, o deputado distrital Jorge Viana e o chefe de gabinete da vice-governadoria Paulo César Chaves.

As ações do Outubro Rosa no HRT começaram em 2015 com o objetivo de melhorar a autoestima e encerrar o ciclo das mulheres que venceram o câncer. A reconstrução mamária é uma cirurgia eletiva regulada e disponível na rede pública de saúde.

FONTESecretaria de Saúde do DF
Artigo anteriorConheça os serviços oferecidos pelo novo Centro Especializado de Saúde da Mulher
Próximo artigoJorge Vianna participa de mutirão de cirurgias de reconstrução de mamas no HRT