Mutirão de reconstrução mamária deve realizar 40 cirurgias no HRT

Força-tarefa atuará durante cinco dias, contará com voluntários e terá cuidados redobrados contra o coronavírus

147

Print Friendly, PDF & Email

O Hospital Regional de Taguatinga (HRT) vai fazer entre os dias 26 e 30 de outubro cerca de 40 cirurgias de reconstrução mamária, mastectomia com retirada total e reconstrução imediata dos seios e tatuagem de aréolas das mamas. Feito anualmente durante a campanha Outubro Rosa, o mutirão chega à quinta edição contando com equipes de profissionais de saúde voluntários que atuarão no Centro Cirúrgico, na enfermaria e no Centro de Material e Esterilização para atender as pacientes.

Por causa da pandemia, o número de cirurgias teve que ser reduzido. No ano passado, foram feitos 72 procedimentos. Mas neste ano o mutirão oferecerá um novo serviço justamente para dar maior tranquilidade e segurança às pacientes: o exame RT-PCR, que detecta a contaminação por coronavírus.

O hospital também vai redobrar os cuidados com o uso de Equipamentos de Proteção Individual, além de reforçar os serviços de limpeza, higienização e desinfecção em todas as áreas da unidade. “Queremos atender essas mulheres com total segurança, encerrando aqui, no HRT, um ciclo contra o câncer”, ressaltou Mônica Dias, supervisora do Centro Cirúrgico e uma das organizadoras do mutirão.

Homenagem

Publicidade

Neste ano, a organização do Outubro Rosa no HRT vai prestar homenagem póstuma à servidora Edna Flor, que durante anos cuidou da enfermaria de ginecologia. A homenagem acontecerá no primeiro dia do mutirão (26), quando a enfermaria será batizada com o nome da Edna Flor. A servidora faleceu em 11 de julho deste ano em um acidente de trânsito. Ela trabalhou na Secretaria de Saúde durante 25 anos.

FONTESecretaria de Saúde do DF
Artigo anteriorConheça as medidas de segurança contra covid-19 para o dia da votação
Próximo artigoSecretaria de Saúde do DF disponibiliza 118 mil canetas de insulina para diabéticos