Comissão mista da covid-19 no Senado debate, na terça (13), dificuldades de microempresas

Senadores se preocupam com situação das microempresas, que não foram contempladas com programas de crédito no Orçamento de 2021. Na foto, a empresária de Brasília, Maria dos Remédios Carneiro

51
Print Friendly, PDF & Email

A comissão mista do Congresso Nacional que fiscaliza as ações do governo no combate à pandemia de coronavírus realiza nesta terça-feira (13), às 10h, audiência pública remota para debater as dificuldades de acesso ao crédito por parte das micros e pequenas empresas e dos microempreendedores individuais, o que compromete a retomada do crescimento econômico.

Os senadores e convidados querem discutir também a falta de previsão orçamentária direcionada a políticas públicas de crédito para os pequenos negócios no Orçamento de 2021.

Para participar da audiência estão confirmados:

— Ercílio Santinon, presidente da Confederação Nacional das Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais (Conampe);

— Rosi Dedekind, presidente da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas e dos empreendedores Individuais de Santa Catarina (Fampesc),

— Adael dos Santos, presidente da Associação de Joinville e Região de Pequenas, Micro e Médias Empresas (Ajorpeme),

— Cláudia Cisneiros, presidente da Associação Brasileira das Organizações de Microcrédito e Finanças (ABCRED),

— Kedson Macedo, presidente da Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito (Confebras),

— Silas Santiago, gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional

— Bruno Laskowsky, diretor do Departamento de Conformidade e Prevenção a Fraudes do BNDES.

— Luciano Quinto Lanz. chefe do Departamento de Conformidade e Prevenção a Fraudes do BNDES.

— Celso Leonardo Barbosa, vice-presidente de Negócios e Varejos da Caixa Econômica Federal.