Secretaria de Saúde do DF paga, nesta quarta (29), mais de R$ 7 milhões em TPD

203
Print Friendly, PDF & Email

A Secretaria de Saúde pagará, na noite desta quarta-feira (29), um total de R$ 7.125.472,32 para 4.305 servidores da pasta, referente ao Trabalho por Período Determinado (TPD) realizado por eles em maio deste ano. Esse é o maior montante do subsídio já disponibilizado pela pasta este ano. Assim como nos demais meses, o pagamento é feito dentro do prazo previsto em legislação, que é de até 60 dias após as horas trabalhadas.

“Houve um esforço de gestão para garantir o pagamento do TPD, que é mais um suporte dado aos profissionais de saúde que se dedicam todos os dias para contribuir no enfrentamento à Covid-19. E como determinado pelo governador Ibaneis Rocha, vamos continuar mantendo esse pagamento em dia”, afirmou o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

A subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida, destacou o trabalho do Fundo de Saúde do Distrito Federal (FSDF) junto à Secretaria de Economia para manter os pagamentos em dia. Também ressaltou a importância do TPD para os servidores, pois valoriza o esforço dos profissionais de saúde, ainda mais em tempos de coronavírus.

“Esses servidores colaboram diariamente com a melhoria dos serviços da Secretaria de Saúde e estão sendo decisivos no combate contra a Covid-19. Agora, estão sendo devidamente pagos pelo trabalho de qualidade que oferecem à população durante a pandemia”, destacou Silene Almeida.

TPD

É um instrumento utilizado pela Secretaria de Saúde para suprir eventuais déficits e garantir a assistência ao cidadão.

No início do governo, havia atraso no depósito dos valores de horas extras realizadas até junho de 2018 e, após essa data, transformadas em TPD. A atual gestão conseguiu regularizar os pagamentos e tem depositado em dia os recursos referentes a este ano.

Reforço

A Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) também tem atuado no sentido de recompor a força de trabalho.

Uma das ações foi a abertura do Processo Seletivo Simplificado Emergencial para formação do cadastro de profissionais de saúde que vão complementar a força de trabalho. Até o momento, 859 servidores temporários foram convocados para reforçar a linha de frente do combate à Covid-19 nos hospitais públicos.

Outras medidas incluem a chegada de servidores que optaram por não ficar cedidos ao Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), aliada à ampliação de carga horária de centenas de servidores, de 20 horas para 40 horas semanais de trabalho.

Além dessas ações, o governo tem realizado convocações de concursados. Só em 2020 já foram nomeados 1.064 novos servidores para reforçar as equipes da Secretaria de Saúde. Em 2019, foram chamados outros 376 profissionais para a pasta.

Fonte: Agência Saúde DF