Ministério da Saúde comenta pandemia ao ultrapassar 2 milhões de casos positivos e 77 mil óbitos

118


Print Friendly, PDF & Email

Mais de 10 mil leitos de UTI foram habilitados e custaram R$ 1,5 bi

O boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado nesta sexta-feira (17), mostrou que o novo coronavírus atingiu 2.046.328 de pessoas, no Brasil, desde o início da pandemia. Desse total, 1.321.036 pacientes conseguiram se recuperar da covid-19, doença que causou a morte de 77.851 brasileiros. Atualmente, 647.441 pacientes estão em tratamento.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco; o secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos, Hélio Angotti Neto; o diretor de Assuntos Internacionais, Flávio Werneck; e o diretor do Departamento de Monitoramento e Avaliação do Sistema Único de Saúde, Angelo Denicoli; participaram de entrevista coletiva hoje sobre a distribuição de medicamentos e insumos para combate a covid-19.

Publicidade

Até o momento, o Ministério da Saúde habilitou 10.498 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com covid-19, com o investimento de R$ 1,5 bilhão. Foram entregues 183,4 milhões de equipamentos de proteção individual (EPI). E 862,5 mil unidades de medicamentos para intubação foram distribuídos aos estados.

ANS retira teste para covid-19 de lista obrigatória de cobertura

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decidiu retirar do rol de procedimentos obrigatórios dos planos de saúde os exames sorológicos, conhecidos como testes rápidos, para detecção da covid-19.

A ANS alegou que estudos e análises de diversas sociedades médicas e de medicina diagnóstica mostram controvérsias técnicas em relação aos resultados desse tipo de exame e a possibilidade de alto percentual de falso-negativo.

Em reunião da diretoria da agência, transmitida online na quinta-feira (16), os diretores votaram pela suspensão dos efeitos da resolução que incluiu os testes IGA, IGG e IGM na cobertura dos planos.

Brasil recebe mais 4 milhões de máscaras para combate ao coronavírus

Procedente da China, chegou ao Brasil o 38º voo trazendo um carregamento de máscaras importadas pelo governo federal para o combate ao novo coronavírus (covid-19).

O avião pousou no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, por volta das 23h de ontem (16), com quatro milhões de máscaras N95, modelo mais indicado para proteger profissionais de saúde expostos ao vírus.

Desde 6 de maio, o país já recebeu 237 milhões de máscaras cirúrgicas e também do tipo N95 de um total de 240 milhões de unidades adquiridas pelo Ministério da Saúde.

Fonte: Agência Brasil