CLDF aprova indicação para presidência do IGESDF

137
Print Friendly, PDF & Email

Por Luís Cláudio Alves

A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou na tarde desta terça-feira (30), em sessão extraordinária mista (com participação presencial e virtual), a indicação de Sergio Luiz da Costa para ocupar o cargo de diretor-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF). Costa já ocupa o cargo interinamente desde o mês de março. A indicação foi aprovada com 18 votos favoráveis e as abstenções dos deputados Fábio Felix (Psol), Leandro Grass (Rede) e Júlia Lucy (Novo).

Na última sexta-feira (26), o novo diretor-presidente foi sabatinado e teve o seu nome aprovado pela Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) da Câmara Legislativa. Antes da aprovação da indicação pelo plenário, na tarde desta terça-feira, alguns distritais aproveitaram para criticar a atuação do instituto.

Os deputados Arlete Sampaio (PT) e Fábio Felix (Psol) criticaram a duplicidade de ações e o conflito de ações entre o instituto e a secretaria de Saúde. Também se manifestou contra o modelo de gestão o deputado Leandro Grass, que apontou problemas no órgão como salários abusivos, acúmulo de cargos, modelo de seleção e sobrepreço na compra de vários insumos.

Já a deputada Júlia Lucy destacou que votou contra a criação do órgão e disse que até agora nada mudou na área de saúde. Lucy também condenou a falta de transparência no Iges-DF. Para o deputado Jorge Vianna (Podemos), a criação do instituto foi apresentada como a solução para melhorar o sistema de saúde, “mas até agora pouca coisa mudou”. Vianna ainda criticou o que chamou de quarteirização de serviços pelo instituto em desrespeito aos trabalhadores. “Tem que ter mais responsabilidade com a população e com o dinheiro público”, completou.

Fonte: CLDF