HRSAM cria atendimento por telemedicina para servidores com sintomas gripais

152
Print Friendly, PDF & Email

Medida visa desafogar o fluxo do pronto-socorro e reduzir a exposição ao coronavírus entre profissionais e pacientes

Por Johnny Braga

O Hospital Regional de Samambaia (HRSam) criou um canal de telemedicina para que os servidores efetivos e terceirizados, com sintomas gripais ou da Covid-19, sejam atendidos. A medida reduz o trânsito de funcionários possivelmente infectados pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) pelas dependências da unidade, reduzindo o índice de transmissão do vírus para outros profissionais e pacientes que aguardam atendimentos, exames, cirurgias e acompanhantes. Além disso, uma tenda foi instalada no estacionamento interno da unidade para que os servidores sejam testados.

O secretário de Saúde, Francisco Araújo, comemora a implantação de mais essa ferramenta de combate ao coronavírus, beneficiando os servidores da saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia. “Estamos regularmente ampliando e melhorando o atendimento dos servidores da rede pública, o que também beneficia a população de um modo geral, que passa a ser atendida num ambiente mais seguro quando procura as unidades de saúde”, acrescentou Araújo.

O chefe do Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar do HRSam, Danilo Saigg, lembra que o servidor com sintomas da Covid será acolhido e, apresentando sintomas leves, deverá ir para casa e aguardar atendimento por videochamada. “Temos um médico exclusivo para fazer esse atendimento e avaliar o profissional. Durante a avaliação, se o médico considera necessário fazer o teste, o servidor é encaminhado para a tenda e fará o exame, seja o teste rápido, ou com coleta de swab nasal”, explica.

Durante o acolhimento, se o servidor apresentar sintomas agravados, ele será encaminhado imediatamente para atendimento médico no pronto-socorro.

O serviço funciona desde 8 de junho e, até o momento, já atendeu 35 profissionais e testou 11. Todos os testes foram positivos para o coronavírus. Havendo este resultado, o trabalhador é afastado por 14 dias para cumprir a quarentena. Se não, volta imediatamente ao trabalho. Os testes na tenda ocorrem nas segundas, quartas e sextas.

Com mais essa opção, o fluxo de atendimentos no pronto-socorro (PS) é reduzido, uma vez que o PS passou a ser exclusivo para o público externo, o que torna o atendimento mais célere.

Medidas similares

O Hospital Regional de Ceilândia também adotou um novo fluxo para otimizar o atendimento na Emergência e reduzir o tempo de espera. Lá, os servidores que estão com suspeita de infecção pelo coronavírus, e com sintomas leves, recebem atendimento em um ambulatório exclusivo. Desta forma, o PS atenderá somente a população com suspeita da Covid-19 e servidores com sintomas graves.

Já no Hospital Regional de Sobradinho, a alteração foi nos locais de funcionamento das emergências adulta e pediátrica. Os atendimentos para os dois públicos ocorriam no mesmo espaço. Agora, clínica médica e pediatria funcionam em locais diferentes visando a segurança das crianças que precisam de atendimento emergencial.

Fonte: Agência Saúde DF