Saúde cria comissão para coordenar e monitorar os hospitais temporários

49
Print Friendly, PDF & Email

A medida terá vigência enquanto durar a pandemia do novo coronavírus

Por Leandro Cipriano

Para trazer mais transparência a todos os processos que envolvem o combate ao coronavírus no Distrito Federal, a Secretaria de Saúde criou a Comissão de Coordenação e Monitoramento dos Hospitais Temporários para Enfrentamento da Covid-19. A medida, prevista na Portaria n° 422 de 13 de junho, foi publicada no Diário Oficial do DF desta terça-feira (16), tendo vigência enquanto durar a pandemia.

“O objetivo é conduzir da melhor forma possível toda a coordenação e gestão das ações relacionadas ao combate à Covid-19, no sentido de trazer mais organização e dar mais transparência nas medidas tomadas em relação aos hospitais temporários”, afirmou o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

Formada por gestores da pasta, a comissão terá as seguintes atribuições:

  • Monitorar e avaliar a taxa de ocupação de leitos próprios e contratualizados para tratamento da Covid-1
  • Elaborar propostas de abertura ou ampliação de hospitais temporários no DF;
  • Submeter propostas para apreciação do Centro de Operações de Emergência (COE) e inserção das unidades no Plano de Contingência a Covid-19;
  • Elaborar os instrumentos de contratação e definir os critérios de estrutura e gestão dos serviços, conforme parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa);
  • Estabelecer as diretrizes para a fiscalização dos contratos, apoiando as Comissões Executoras de Contratos;
  • Requerer junto ao Ministério da Saúde o financiamento e acompanhar o processo de habilitação/credenciamento destes hospitais.

Hospitais temporários

Até o momento, a Secretaria de Saúde tem estruturado e organizado quatro hospitais temporários no Distrito Federal, voltados diretamente ao combate do coronavírus.

Um deles é o hospital de campanha no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, que já está em funcionamento e atendendo pacientes egressos do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) – referência para casos da Covid-19.

As outras três unidades, ainda em andamento, são o Centro Médico da Polícia Militar para o enfrentamento da Covid-19; o hospital de campanha no Complexo Penitenciário da Papuda; e o hospital de campanha no Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

Reunião

De acordo com um dos integrantes da comissão e subsecretário de Atenção Integral à Saúde, Luciano Agrizzi, a primeira reunião do colegiado já ocorreu, de forma virtual, para definir as medidas relacionadas aos hospitais temporários em funcionamento e previstos.

“O objetivo foi definir as melhores estratégias e ações, de forma colaborativa e coordenada. Levando em consideração a expertise dos componentes da comissão, proporcionando decisões assertivas e com o olhar técnico. É um posicionamento necessário nesta conjuntura de pandemia”, ressaltou Luciano Agrizzi.

Fonte: Agência Saúde DF