GDF troca chefia de UTI do HRAN, referência no tratamento de Covid-19 no DF

Nessa quinta-feira, dos 20 leitos disponíveis no Hospital Regional da Asa Norte, 10 estavam ocupados, segundo a Saúde

869
Print Friendly, PDF & Email

m meio à pandemia do coronavírus, a edição extra do Diário Extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) dessa quinta-feira (07/05) trouxe uma mudança no Hospital Regional da Asa Norte, referência no tratamento de pacientes com Covid-19 na capital do país. A médica Adriana Gomez Carballo foi exonerada do cargo de chefe da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto do Hran. A vaga foi assumida pelo médico Vitor Bittencourt de Aquino Fernandes.

Mudança na chefia de UTI do Hospital Regional da Asa Norte

Na segunda-feira (04/05), a Secretaria de Saúde confirmou que o Hran havia atingido a capacidade máxima de ocupação de leitos das unidades de terapia intensiva. De acordo com a pasta, não havia, porém, lista de espera de pacientes.

Dez vagas estavam ocupadas na ocasião. Pouco depois, o governador Ibaneis Rocha (MDB) informou à coluna Grande Angular que 10 novos leitos de UTIs estavam prontos para receber pacientes de Covid-19 no Hran.

Nessa quinta-feira (07/05), a Secretaria de Saúde do DF destacou que, dos 20 leitos de UTIs destinados a pacientes com Covid-19 no Hospital Regional da Asa Norte, 10 continuam ocupados. Outros 10 estavam abertos. A pasta negou a informação de que os pacientes mais graves estavam sendo transferidos para outros hospitais por falta de vagas em unidades de terapia intensiva.

Fonte: Metrópoles