No Brasil, mais de 4 mil profissionais de enfermagem foram contaminados pela Covid-19

São mais de 4 mil profissionais de Enfermagem contaminados e 32 óbitos

610
Print Friendly, PDF & Email

De acordo com levantamento realizado pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), até sexta-feira (17/04) foram afastados do trabalho 4.604 profissionais de Enfermagem com sintomas da doença ou diagnóstico confirmado de Covid-19.

Os profissionais também reclamam de falta de equipamentos básicos como máscara, álcool gel e luvas. O Cofen já recebeu 4.800 denúncias sobre falta ou restrição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

O Conselho também apontou que os profissionais do grupo de risco que tem mais de 60 anos ou doenças como cardiopatia ou diabetes deveriam, mas nem sempre são afastados do contato direto com pacientes com Covid-19.

Publicidade

“Os gestores tem que considerar que os profissionais também têm fatores de risco. Estes profissionais não devem estar à frente no combate ao Covid-19”, destacou Gilney Guerra, conselheiro federal do Cofen.

Confira a matéria completa do Bom Dia Brasil.

Fonte: Cofen

 

Artigo anteriorPL prevê indenização e pensão a família de profissionais mortos por Covid-19
Próximo artigoCOVID-19: CFM pede que poder público estabeleça regras de remuneração a médicos infectados no trabalho